Alunos poderão se cadastrar para receber nova senha do Enem

A cinco horas do fim das inscrições para o Sistema de Seleção Unificada, Inep cria ferramenta para recuperação rápida de senhas

iG Brasília | 20/01/2011 18:10

Compartilhar:

Faltam poucas horas para as inscrições no Sistema de Seleção Unificada (SiSU) terminarem, mas o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) decidiu ajudar os estudantes que perderam a senha de acesso ao sistema. Para se inscrever, o candidato precisa informar o número de inscrição e a senha utilizadas no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). O instituto criou uma ferramenta que permite recuperar a senha mais facilmente.

O objetivo é auxiliar, especialmente, aqueles alunos que informaram dados de telefone ou email não-válidos e que não conseguem recuperar a senha. O estudante poderá acessar o site do Enem e pedir uma nova senha. Basta clicar em "recuperar senha", digitar o CPF, pedir para alterar os dados cadastrais, digitar os dados pessoais solicitados (iguais aos informados no momento da inscrição) e depois alterar email ou telefone. Segundo o Inep, esses casos são exceção.

Participação

O número de estudantes inscritos no Sistema de Seleção Unificada (SiSU) está próximo de 1 milhão. O Ministério da Educação informou que, até o meio-dia desta quinta-feira, 918.479 candidatos já haviam preenchido os formulários de inscrição. Como cada um pode escolher até dois cursos, o número de opções marcadas por eles chega a 1,7 milhão.

O número de inscritos até o momento supera a marca atingida durante o período de inscrições da primeira edição do SiSU, que teve 793 mil estudantes participantes. Naquela edição, foram oferecidas 47 mil vagas. Desta vez, 83.215 estão na disputa. As vagas são em instituições públicas, a maioria federais, e são distribuídas de acordo com as notas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

Muitos estudantes reclamaram das notas da redação, quando os boletins de desempenho foram divulgados. Nesta quinta-feira, os estudantes saberão, finalmente, porque tiraram zero na avaliação ou tiveram o texto anulado. O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) vai divugar no próprio boletim do candidato a justificativa para a anulação ou nota zero.

Justiça

Nesta quinta-feira, o Ministério Público Federal no Ceará (MPF-CE) solicitou que a Justiça Federal determine a recorreção das provas de todos os candidatos que prestaram o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). O pedido foi feito pelo procurador da República Oscar Costa Filho, que adicionou a solicitação à ação civil pública ajuizada na última terça-feira (18), que pedia a suspensão da divulgação do resultado do Sistema de Seleção Unificado (SiSU).

Outra decisão da Justiça foi dada em Pernambuco. A 5ª vara federal negou o pedido feito pelo Ministério Público Federal (MPF) para que o MEC e o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) fossem obrigados a conceder vista das provas a todos os candidatos do Enem e abrissem prazo para que eles entrassem com recurso contra os resultados.

    Notícias Relacionadas



    Ver de novo