PARIS - O presidente francês, Nicolas Sarkozy, cumprimentou nesta quarta-feira Barack Obama por sua vitória nas eleições presidenciais dos Estados Unidos e ressaltou que sua escolha suscita na França, na Europa e, no mundo, uma imensa esperança.

Em carta a Obama, Sarkozy assinalou que essa "esperança" é a de Estados Unidos "abertos, solidários e fortes, que mostrem de novo com seus parceiros o caminho por meio da força do exemplo e da adesão a seus princípios".

"França e Europa, que estão unidas desde sempre aos Estados Unidos pelos vínculos da história, dos valores e da amizade, tirarão daí uma nova energia para trabalhar com os EUA para preservar a paz e a prosperidade do mundo", declarou o chefe de Estado francês, que este semestre exerce a Presidência rotativa da União Européia (UE).

Sarkozy insistiu em afirmar que, ao escolher a Obama, os americanos optaram por "mudança, abertura e otimismo", e manifestaram "com força sua fé no progresso e no futuro".

Em outro comunicado, o ministro de Assuntos Exteriores francês, Bernard Kouchner, que reiterou também "as mais calorosas felicitações" a Obama, destacou que a "França, a Europa e a comunidade internacional necessitam de seu dinamismo, de sua rejeição às injustiças e de sua vontade de avançar para construir um mundo mais estável e mais justo".

Kouchner citou uma lista dos desafios que, segundo sua opinião, os EUA e a UE têm de compartilhar: "econômicos, climáticos e de segurança".

"Juntos podemos assumir melhor nossas responsabilidades e encontrar as soluções", assegurou o responsável pela diplomacia francesa.

O primeiro-ministro francês, François Fillon, em outra declaração de felicitação ao candidato democrata, considerou que seu "êxito é o sinal de que o sonho americano segue inspirando" o povo desse país.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.