Rice diz que triunfo de Obama ajudará a superar barreiras raciais

Washington, 5 nov (EFE) - As eleições nos Estados Unidos, que transformaram Barack Obama no primeiro presidente negro do país, foram um passo extraordinário para superar as barreiras raciais, afirmou hoje a secretária de Estado americana, Condoleezza Rice.

EFE |

Rice, que como Obama também é negra, se declarou "especialmente orgulhosa", porque "este é um país que percorreu um longo caminho no que diz respeito a superar as feridas e fazer com que a raça desapareça como fator em nossas vidas". "Este trabalho ainda não terminou, mas ontem (terça-feira), evidentemente, deu-se um passo adiante extraordinário", indicou a secretária de Estado.

Para ela, Obama se mostrou "inspirador" em sua mensagem de vitória na terça-feira à noite, quando ficou claro que tinha superado a barreira dos 270 votos no colégio eleitoral necessários para obter a Presidência, e "tenho certeza de que continuará sendo". As declarações da secretária de Estado são especialmente significativas já que ela procede do Alabama, um dos estados mais afetados pela discriminação racial.

  • Rice foi testemunha direta de um dos fatos mais emblemáticos do racismo nos EUA, a bomba, em 1963, colocada em uma igreja de Birmingham, no Alabama, que matou três meninas negras, uma delas colega de classe da secretária de Estado. A chefe da diplomacia americana prometeu fazer "o que estiver nas minhas mãos" para garantir uma transição o mais fácil possível em seu departamento.

    A equipe do Departamento de Estado iniciou hoje mesmo as tarefas de transição e, Burns, Kennedy e Smith, com outros 20 funcionários, trabalharão no primeiro andar do edifício Harry S. Truman, para facilitar o processo para Obama.

    O ministério dirigido por Rice identificou ainda funcionários em cada escritório do Departamento de Estado que serão as autoridades responsáveis de continuar o trabalho governamental quando as autoridades abandonarem seu posto, e elaborou cinco páginas de informação para a nova equipe de transição de Obama.

    Obama tomará posse em 20 de janeiro de 2009 no Capitólio.


    A campanha democrata

  • Barack Obama, o presidente com a proposta de "mudança"
  • Joe Biden, um veterano em temas de segurança nacional
  • Principais metas dos democratas nos EUA
  • A campanha de Obama em imagens
  • Relembre a campanha democrata; veja galeria de fotos

    Entenda

    Opinião

  • José Paulo Kupfer: Obama, um sumário executivo da nova economia
  • Nahum Sirotsky: Completa-se a revolução democrática
  • Caio Blinder: Parabéns, presidente Obama
  • Gerald Thomas: Obama é o novo presidente dos EUA
  • Jornal de debates: o que mudou com vitória de Obama?
  • Vitória de Obama sinaliza mudança em relações raciais

    Leia também:


    • Leia tudo sobre: eleições nos euaeuaobama

      Notícias Relacionadas


        Mais destaques

        Destaques da home iG