Reverendo Wright alerta contra a satisfação do momento da vitória de Obama

MILFORD, Connecticut - O reverendo Jeremiah A. Wright Jr. alertou na quinta-feira que o sucesso individual de Barack Obama e outros proeminentes afro-americanos não devem nos satisfazer e calar a luta contra o racismo e a pobreza nos Estados Unidos

New York Times |

  • Veja todas as notícias das eleições nos EUA
  • Mas Wright, cujos sermões em seus anos como pastor da igreja de Obama atraíram duras críticas durante a campanha presidencial, disse acreditar que o racismo na América pode deixar de ser uma questão divisória "ao longo da vida de nossas crianças".

    Falando em um fórum na Igreja Cristã do Reino da Vida sobre "A Bíblia, a Raça e a História Americana", Wright disse a mais de 400 pessoas presentes que o próximo passo para o país será encontrar empregos para "as pessoas presas na pobreza" e acabar com "qualquer vestígio de desumanização" no país.

    Em resposta a perguntas da plateia, Wright, que fez poucas aparições públicas desde que suas afirmações controversas fizeram com que Obama se distanciasse dele na primavera, disse que a mídia tirou muitas das declarações de seus sermões de contexto para prejudicar Obama. "Sua intenção era me usar como uma arma de destruição em massa para acabar com a candidatura daquele homem", ele disse.

    Mas Wright manteve o tom sob controle, oferecendo uma dissertação acadêmica sobre como disse que a Bíblia foi usada na América tanto para justificar a escravidão quanto para acabar com ela.

    Ele disse que pessoas demais no mundo de hoje, cristãs ou não, têm a atitude de "se você não acredita no que nós acreditamos, iremos matá-lo". Ele criticou a forma como o cristianismo é ensinado há anos na América. "Nossos ensinamentos cristãos, mesmo em seminários, são muito limitados", ele disse.

    - GREGORY B. HLADKY

      Leia tudo sobre: eleições nos eua

      Notícias Relacionadas


        Mais destaques

        Destaques da home iG