Política externa é principal tema de debate entre candidatos à vice-presidência

A política externa norte-americana foi o principal assunto do debate entre os candidatos à vice-presidência dos Estados Unidos, realizado nesta quinta-feira. O democrata Joe Biden, vice de Barack Obama, e a republicana Sarah Palin, vice de John McCain, também discutiram a crise econômica, as mudanças climáticas e o casamento entre homossexuais.

Redação |

Assim como no debate entre os candidatos à presidência, realizado na última sexta-feira, o embate entre Biden e Palin começou tendo a economia como tema. A moderadora Gwen Ifill, jornalista da rede PBS, questionou os candidatos sobre a crise que abala os Estados Unidos, e se o fato de a Câmara ter rejeitado o plano de resgate financeiro proposto por Bush revelava o pior da política em Washington.

Biden disse que a atual situação é a prova do quão complicada estão as finanças dos EUA. Para ele, a política econômica deve mudar e ser focada não nas grandes corporações, mas, sim, na classe média. Palin classificou a economia americana como fraca, mas ressaltou que John McCain vinha pedindo reformas em Wall Street, sem nunca ter sido ouvido.


Joe Biden e Sarah Palin conversam após o debate / AP

Quando Biden contestou tal comentário , lembrando que há duas semanas o senador republicano dizia que a economia estava forte, Palin respondeu que McCain se referia à força de trabalho do país, a melhor força de trabalho do mundo.

A política de impostos foi bastante discutida pelos candidatos . Biden defendeu o corte de taxas para a classe média, não para punir quem tem dinheiro mas porque quando a classe média vai bem, todo o país vai bem. Palin afirmou que Barack Obama seguiu caminho oposto quando votou pelo corte de impostos de grandes empresas de energia. No Alasca, eu neguei o corte de impostos", disse a governadora.

Mudanças climáticas

Questionada sobre quais considera serem as causas da mudança climática, Sarah Palin disse que o importante era pensar em soluções. Para a governadora, os EUA precisam limpar o planeta, reduzir emissões de carbono e deixar de serem dependentes do petróleo de outros países.

Biden disse que McCain votou 20 vezes contra a idéia de procurar fontes de energia alternativas, porque só acredita na perfuração em busca de petróleo no próprio país. Devemos pefurar, mas vai demorar dez anos até conseguirmos algo, criticou.

Casamento homossexual

Palin e Biden entraram em acordo quando questionados sobre o casamento entre pessoas do mesmo sexo, posicionando-se contra a idéia.

Os candidatos, no entanto, prometeram que, em seus governos, os casais homossexuais terão os mesmos direitos dos casais heterossexuais.

Política externa

AP
Palin disse que
Para Palin, guerra no Iraque
acaba "quando houver condições"
As divergências foram grandes quando o assunto passou a ser o Iraque . Questionada sobre seu plano para o país, Palin disse que a retirada não será feita neste momento. Não podemos perder no Iraque, disse, citicando os democratas por votarem contra o aumento das tropas no país.

Biden disse que, em sua resposta, Palin não tinha apresentado um plano e então apresentou o seu, afirmando: Nós vamos encerrar essa guerra. A governadora do Alasca respondeu que a guerra só pode acabar quando houver condições. Seu plano é uma bandeira branca de redenção , disse ao adversário.

A governadora também criticou Obama por  afirmar que se encontraria com ditadores que comandam países adversários sem definir pré-condições. Biden respondeu que é impossível dialogar com outras nações sem encontrar com seus líderes, e lembrou de quando McCain disse que não se encontraria nem com José Luiz Zapatero, presidente da Espanha, um aliado dos EUA na Otan.

Os pontos de acordo foram em relação a Israel, considerado por ambos um grande aliado no Oriente Médio, e à necessidade de dar ajuda humanitária ao Sudão.

Pontos fracos

A mediadora também perguntou aos candidatos se seus pontos fracos de fato eram os apontados pela imprensa: falta de experiência no caso de Palin e falta de disciplina no caso de Biden.

A governadora respondeu que tem experiência como prefeita, governadora, administradora e mãe.  O democrata se disse lisonjeado em ouvir que seu ponto fraco era indisciplina. É por isso que estou na chapa que busca a mudança, afirmou.

AP
Biden disse que democratas vão 'encerrar' guerra do Iraque
Biden disse que democratas
vão 'encerrar' guerra do Iraque
Questionado sobre como seria o seu governo, caso algo acontecesse com Obama, Biden disse que seguiria as diretrizes do líder da chapa: baixaria os impostos, rejeitaria a doutrina Bush e retiraria as tropas do Iraque. Palin respondeu que manteria o bom trabalho de McCain. "Vou trazer um pouco da classe média de Wasilla para Washington", afirmou.

Em suas considerações finais, a senadora respondeu que, ao lado de McCain, vai lutar pela América e pela classe média. "Eu sempre tive orgulho de ser americana, assim como McCain", afirmou. "Vamos trabalhar pela economia e pela liberdade."

Biden encerrou dizendo que, depois de oito anos com Bush, os Estados Unidos querem mudança . "Obama e eu vamos medir o progresso vendo as pessoas pagando suas hipotecas, enviando seus filhos para a faculdade. É hora da América voltar a crescer", concluiu.

Pesquisas

Segundo a rede de televisão CNN, 56% dos eleitores estimam que Biden venceu o debate, contra 31% para Sarah Palin, A CBS afirma que 46% dos eleitores indecisos apontaram o democrata como o vencedor, contra 21% para a republicana.

Quem você acha que foi melhor no debate?
Joe Biden
Sarah Palin

Leia mais sobre eleições nos EUA

    Leia tudo sobre: eleições nos euaprimeira

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG