Polícia prende jovens que ameaçaram matar Obama

Dois jovens neonazistas foram presos no Tennessee (sul dos Estados Unidos) por terem proferido ameaças de morte contra o candidato democrata à Casa Branca, Barack Obama, segundo documentos da justiça dos quais a AFP obteve uma cópia nesta segunda-feira.

AFP |

De acordo com a confissão judicial, os dois planejavam matar 102 negros e foram detidos em Alamo, na quarta-feira passada, por "ameaças a um candidato à presidência do país, posse ilegal de arma de fogo" e por "complô para roubo de arma".

Já ameaçado, anteriormente, o candidato democrata vem sendo objeto de fortes medidas de proteção pelo serviço secreto.

Daniel Cowart, de 20 anos, e Paul Schlesselman, 18, planejavam assaltar uma loja de armas para matar a tiros 88 negros e decapitar outros 14.

"Pela minha experiência, os números 88 e 14 têm um significado particular dentro do movimento da 'supremacia branca'", assinalou o agente federal Brian Weaks.

A equipe de campanha do senador por Illinois não cometou a prisão dos dois jovens.

dab/LR

    Leia tudo sobre: eleições nos eua

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG