partidária - Eleições nos EUA - iG" /

Palin não vai cooperar com investigação partidária

A candidata republicana à vice-presidência dos Estados Unidos e governadora do Alasca, Sarah Palin, não vai cooperar com a investigação que acontece em seu estado por abuso de poder, declarou seu porta-voz, que chamou o procedimento de partidário.

AFP |

"Acredito que é justo dizer que a governadora não vai cooperar com esta investigação, porque será partidária e dirigida por indivíduos partidários que já chegaram a suas próprias conclusões sobre a questão", disse o porta-voz Ed O'Callaghan à imprensa em Anchorage (Alasca).

Palin é suspeita de ter demitido abusivamente em 11 de julho o chefe de segurança pública do Alasca quando este se recusou a despedir um policial. O agente era o ex-cunhado de Palin, que no momento estava em processo de divórcio com a irmã da candidata.

Leia mais sobre: eleições nos EUA

Palin - escolhida no fim de agosto pelo candidato à presidência republicano John McCain como companheira de chapa - repudia as acusações de abuso de poder.


    Leia tudo sobre: eleiçõeseleições nos eua

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG