esquecidos da eleição presidencial americana - Eleições nos EUA - iG" /

Os candidatos esquecidos da eleição presidencial americana

O republicano John McCain e o democrata Barack Obama disputam a presidência dos Estados Unidos, mas não são os únicos: outros 12 candidatos esquecidos nessa corrida ainda sonham com a Casa Branca.

Reuters |

Nenhum desses candidatos têm a menor possibilidade de ganhar a eleição. Sem dinheiro nem organizações, os candidatos "nanicos" estão condenados a papéis de coadjuvantes.

No entanto, Bob Barr, o independente Ralph Nader e, em menor medida, Chuck Baldwin, do Partido da Constituição, e a candidata dos Verdes, Cynthia McKinney, podem prejudicar McCain ou Obama no caso de uma votação muito acirrada em alguns estados-chave.

Segundo o site especializado RealClearPolitics (RCP), que estabeleceu a média de todas as pesquisas publicadas, Nader tem 2,5% das intenções de voto a nível nacional e Barr 1,3%. Os demais candidatos estão abaixo de 1%.

Bob Barr

Representante da Geórgia no Congresso entre 1995 e 2003, Barr foi um dos líderes conservadores mais agressivos no processo de impeachment iniciado contra o ex-presidente Bill Clinton. Porém, como defensor das liberdades individuais, rompeu todas as ligações com o governo de George W. Bush após a aplicação da legislação anti-terrorista, em particular a Patriot Act (Ato Patriota).

Barr competirá em pelo menos 45 estados, alguns deles considerados decisivos, como Ohio (norte) e Nevada (oeste). Na Geórgia, um estado tradicionalmente republicano mas onde Obama vai bem nas pesquisas, a presença de Barr pode tornar a disputa uma incógnita.

"Barr pode ser  (para McCain) o que Ralph Nader foi para Al Gore em 2000: catastrófico", afirma George Will, articulista político da revista Newsweek.

Porém, o próprio Barr terá que lidar com a concorrência de Chuck Baldwin, um ex-republicano como ele, que disputa a Casa Branca pelo Partido da Constituição e que tem um programa bastante parecido com o de Barr. Baldwin estará presente em pelo menos 24 estados.

Ralph Nader

O defensor dos consumidores Ralph Nader, de 74 anos, considerado por alguns o responsável pelo fracasso do democrata Al Gore contra George W. Bush nas eleições de 2000, vai para a quinta tentativa de conquistar a Casa Branca como "independente". Ele estará presente em pelo menos 46 estados.

Ao contrário do ano 2000, desta vez Nader é praticamente ignorado pelos meios de comunicação.

Cynthia McKinney

Os Verdes escolheram como candidata à presidência uma mulher negra e representante democrata pela Geórgia no Congresso entre 1993 e 2003, Cynthia McKinney. Ela estará presente em pelo menos 32 estados e sua candidatura pode prejudicar Obama, ao privá-lo de votos feministas e pacifistas.

"Obama não pode considerar que já garantiu os votos dos pacifistas", afirma Kevin Zeese, diretor da organização antibelicista Eleitores pela Paz.

"Há candidatos que se opõem à guerra em todo o espectro político. À direita estão Bob Barr e Chuck Baldwin. À esquerda se encontram Cynthia McKinney e Ralph Nader", lembra.

Ao lado dos quatro candidatos figuram pelo menos três que se reivindicam socialistas, incluindo a representante de um partido ligado ao ex-presidente cubano Fidel Castro que vai concorrer em 12 estados.

Também há vários independentes e Gene Amondson, um pastor de rígida moral que com toda certeza não festejará com champanhe a noite de 4 de novembro: ele é o candidato à presidência do Partido da Proibição.

Leia mais sobre eleições nos EUA

    Leia tudo sobre: eleições nos eua

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG