Obama visita soldados americanos feridos em hospital militar

WASHINGTON - O candidato democrata à Casa Branca, Barack Obama, que acusa o Governo americano de não se preocupar o suficiente com os militares veteranos, visitou hoje soldados feridos no hospital militar Walter Reed.

EFE |

Obama, que não fez declarações à imprensa e não tinha incluído a visita em seu programa de atividades públicas, está em Washington para discursar, hoje, perante a Associação de Funcionários Eleitos Latinos (Naleo), um influente grupo da comunidade hispânica.

Em ocasiões anteriores, o candidato democrata denunciou que os veteranos recebem "tratamento de cidadãos de segunda classe" quando voltam do Iraque ou do Afeganistão e o país não faz o suficiente para apoiar as famílias desses militares.

No ano passado, o Governo do presidente George W. Bush recebeu duras críticas pelas condições nas quais os veteranos eram tratados no hospital Walter Reed.  

Em discurso na sexta-feira em um comício junto a ex-adversária Hillary Clinton na localidade de Unity, em New Hampshire, Obama afirmou que os eleitores devem escolher se continuam gastando bilhões por mês e permitem que os Estados Unidos sigam no Iraque durante anos.

"Chegou o momento de reconstruir nossas Forças Armadas e cuidarmos de nossos veteranos", disse o senador por Illinois.

O candidato republicano, John McCain, afirma que tem mais experiência e conhecimento em questões militares. Foi piloto da Marinha e passou cerca de seis anos prisioneiro no Vietnã.

Leia mais sobre: Barack Obama

    Leia tudo sobre: obama

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG