Obama renuncia a financiamento público para campanha

WASHINGTON (Reuters) - O candidato democrata Barack Obama disse, nesta quinta-feira, que decidiu não buscar financiamento público para sua campanha eleitoral contra o republicano John McCain pela Presidência dos Estados Unidos. A decisão permite que ele arrecade dinheiro de modo privado, o que pode ajudá-lo estrategicamente no caminho para a eleição de novembro.

Reuters |

Durante a disputa das prévias dos democratas para a escolha do candidato do partido, Obama bateu recordes de arrecadação de fundos, em grande parte por seu sucesso em levantar dinheiro pela Internet.

'Nós tomamos a decisão de não participar do financiamento público da campanha para a eleição geral', disse Obama em um comunicado em vídeo enviado por e-mail a jornalistas.

Obama afirmou que a decisão significa que sua campanha vai renunciar a mais de 80 milhões de dólares em fundos públicos nos últimos meses da eleição. Mas também permite que ele arrecade de modo privado quanto dinheiro puder.

'Não é uma decisão fácil, e especialmente porque eu apóio um vigoroso sistema de financiamento público de eleições', disse ele. 'Mas o financiamento público de eleições presidenciais como existe hoje está falido e nós enfrentamos oponentes que se tornaram mestres em jogar nesse sistema falido.'

Obama disse que a campanha de seu rival, McCain, e o Comitê Nacional Republicano estão sendo alimentados por contribuições de lobistas de Washington e grupos com interesses especiais que podem fazer doações ilimitadas.

'Desde o começo da campanha pedi a meus partidários que evitassem esse tipo de atividade não regulamenta e se unissem a nós na construção de um novo tipo de política', afirmou ele.

'Em vez de nos forçar a depender de milhões de dólares de lobistas de Washington e interesses especiais (de grupos), vocês alimentaram esta campanha com doações de 5, 10, 20 dólares, o que quer que vocês pudessem', disse ele.

'E por vocês terem feito isso, nós construímos um movimento enraizado de mais de 1,5 milhão de norte-americanos.'

A habilidade de Obama para arrecadar imensa quantidade de dinheiro, em especial por meio da Internet, mostrou bons resultados para ele na disputa pelas primárias democratas que se tornaram uma batalha exaustiva contra a rival Hillary Clinton.

Hillary encerrou sua campanha com dívida de milhões de dólares, enquanto Obama ainda nada em dinheiro.

(Reportagem de Caren Bohan e Deborah Charles)

Leia mais sobre: eleições nos EUA

    Leia tudo sobre: eleições nos eua

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG