Obama recebe mais apóio da elite do Partido Democrata

WASHINGTON - O senador Barack Obama conseguiu o apoio de quatro novos superdelegados, líderes do Partido Democrata e funcionários eleitos, que terão um papel decisivo na atual campanha pela candidatura presidencial democrata.

EFE |

O apoio chega um dia depois que Obama venceu sua rival Hillary Clinton por 14 pontos nas primárias da Carolina do Norte e ficou praticamente empatado com ela em Indiana, a apenas dois pontos de diferença.

Entre os que hoje expressaram seu apoio ao senador por Illinois está a legisladora da Virgínia Jennifer McCLellan, que costumava apoiar Hillary.

Os outros três partidários são: o presidente do Partido Democrata da Carolina do Norte, Jerry Meek, a integrante do Comitê Nacional Democrata da Carolina do Norte, Jeanette Council, e o membro do Comitê Nacional Democrata da Califórnia Inola Henry.

Os "superdelegados" fazem parte de um seleto clube de 800 pessoas que nesta ocasião, e dado o acirrado da disputa, terá em suas mãos o poder de escolher ao candidato.

Essa seleção é realizada tradicionalmente no processo de primárias, mas dada a acirrada batalha entre Hillary e Obama nenhum dos dois conseguirá nas urnas os 2.025 delegados necessários para a candidatura.

Obama está, de acordo com os dados da rede de notícias CNN, a apenas 183 delegados de conseguir a candidatura, um número que poderia se materializar em breve se os quase 300 "superdelegados" que ainda não se pronunciaram começarem a expressar seu apoio ao senador afro-americano.

Leia mais sobre: eleições nos EUA

    Leia tudo sobre: eleições nos eua

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG