Obama poderá desistir de discurso no Portão de Brandemburgo

NOVA YORK - Para não irritar as autoridades alemãs, o candidato democrata à presidência dos Estados Unidos, Barack Obama, irá provavelmente renunciar à realização de um discurso em frente ao Portão de Brandemburgo no dia 24 de julho, informou o jornal on-line Político citando fontes da campanha eleitoral.

Ansa |

"Obviamente Brandemburgo permanece a opção mais sexy", disseram as fontes, mas a escolha "enfraqueceria a mensagem de que Obama é capaz de trabalhar com seus aliados europeus, além de oferecer (a seu adversário republicano John McCain) a demonstração de sua falta de experiência diplomática".

Em frente ao Portão de Brandemburgo o então presidente norte-americano Ronald Reagan, um republicano, pediu publicamente no dia 12 de junho de 1987 ao então líder soviético Mikhail Gorbatchev que derrubasse o Muro de Berlim.

Outras hipóteses de local estudadas para o discurso de Obama na capital alemã são o aeroporto de Tempelhof ou a praça em frente ao edifício Rathaus Schöneberg, local onde, em 1963, o presidente norte-americano John Kennedy pronunciou a famosa frase "Ich bin ein berliner", eu sou um berlinense.

Especula-se, por fim, o gramado em frente ao Reichstag, o Parlamento alemão, local não controverso e capaz de acolher milhares de pessoas.

Leia mais sobre: eleições nos EUA

    Leia tudo sobre: eleições nos eua

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG