Obama pede negociações com Irã sobre Iraque

O candidato democrata à eleição presidencial americana Barack Obama defendeu nesta terça-feira a abertura de um diálogo com o Irã, como parte de um impulso diplomático para pôr fim à guerra no Iraque.

AFP |

Obama, que disputa com Hillary Clinton à indicação do Partido Democrata para a eleição presidencial de novembro, quer aumentar a pressão sobre o governo iraquiano para forçá-lo à reconciliação, e defende um "impulso diplomático regional incluindo o Irã".

"Também deveríamos conversar (com os iranianos)", declarou Obama durante a audiência na comissão de Relações Exteriores do Senado dos dois principais responsáveis no Iraque, o general David Petraeus e o embaixador Ryan Crocker.

"Não seremos capazes de estabilizar a situação" se não promovermos tal diálogo, afirmou.

David Petraeus, o comandante militar americano de mais alta patente no Iraque, afirmou nesta terça-feira que o Irã desempenha um papel "destrutivo" no Iraque, ao apoiar as milícias xiitas deste país.

"Recentemente, alguns milicianos voltaram à ativa. Esta ressurgência evidenciou o papel destrutivo que desempenha o Irã ao financiar, treinar, armar e dirigir as milícias xiitas e relançou as preocupações de vários dirigentes iraquianos sobre o Irã", destacou Petraeus durante sua audiência no Senado americano.

"Estas milícias xiitas representam a maior ameaça a longo prazo para a viabilidade de um Iraque democrático", acrescentou.

Leia mais sobre: eleições nos EUA

    Leia tudo sobre: eleições nos eua

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG