Obama pede moderação à Geórgia e Rússia

O candidato democrata à presidência dos Estados Unidos, Barack Obama, pediu, nesta sexta-feira, que tanto a Rússia quanto a Geórgia se contenham no conflito em torno da região separatista da Ossétia do Sul, na Geórgia. Obama também reproduziu o apoio manifestado pelo governo norte-americano à integridade territorial da Geórgia.

Redação com agências internacionais |

"Eu condeno fortemente a violência na Geórgia e peço um fim imediato para o conflito", disse Obama em um comunicado. "Agora é a hora de Geórgia e Rússia se conterem e evitarem que o conflito se torne uma guerra. A integridade territorial da Geórgia precisa ser respeitada".

"Está na hora de Geórgia e Rússia mostrarem moderação, para evitar uma guerra total", insistiu Obama.

Obama defendeu negociações diretas envolvendo todos os lados e disse que os Estados Unidos, o Conselho de Segurança da ONU e outros órgãos devem trabalhar para alcançar uma resolução pacífica.

"Todas as partes deveriam iniciar discussões diretas em prol da estabilidade na Geórgia, e os Estados Unidos, o Conselho de Segurança das Nações Unidas e a comunidade internacional deveria trazer seu apoio total a uma resolução pacífica desta crise", declarou.

(*Com informações das agências Reuters e AFP)

Leia mais sobre: eleições nos EUA - Geórgia

    Leia tudo sobre: eleições nos euageórgia

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG