Obama é o presidente eleito mais votado na história dos EUA

Com números inéditos de participação dos eleitores, o primeiro presidente negro dos Estados Unidos, Barack Obama, se elegeu na terça-feira com uma quantidade recorde de votos, segundo dados do Arquivo Nacional americano.

AFP |

Obama também conseguiu o maior percentual já registrado por um democrata desde Lyndon B. Johnson, que teve 61,1% dos votos em 1964. Às 18h30 de quarta-feira, com resultados divulgados em 48 estados e no Distrito de Columbia, Obama acumulava 349 delegados no Colégio Eleitoral, contra 163 do republicano John McCain.

O senador por Illinois foi declarado vencedor da histórica disputa eleitoral após superar os 270 delegados necessários. As redes de televisão apontam que Obama venceu com 52% do voto popular, contra 46% para McCain.

Obama e a família comemoraram a vitória em Chicago
Obama e a família comemoraram a vitória em Chicago


O presidente eleito, de 47 anos, arrecadou 63,25 milhões de votos a nível nacional, enquanto o senador pelo Arizona coletou 55,9 milhões, segundo NBC, CBS e Fox News.

Ao todo, mais de 130 milhões de americanos foram às urnas, número mais alto já registrado em uma eleição geral nos Estados Unidos. O Arquivo Nacional americano informou que 63,25 milhões de votos é a cifra mais alta já alcançada por um candidato à presidência no país.

Obama marcou sua vantagem desde o início da apuração, vencendo na Pensilvânia e em Ohio, estados que desde 1960 votam sempre no candidato que acaba ganhando a eleição presidencial.

Em seguida, o candidato democrata obteve a maioria nos estados do Colorado, Flórida, Indiana, Missouri, Novo México e Virgínia.

McCain conseguiu manter as esperanças republicanas apenas na Geórgia, Estado altamente conservador, que conta com 15 delegados no Colégio Eleitoral.

Entretanto, com um comparecimento em massa da população afro-americana, nenhum dos estados-chave deu a vitória a McCain: a Virgínia, tradicionalmente republicana, votou em Obama, assim como a Flórida, estado que garantiu a presidência para George W. Bush em 2000 - em uma polêmica recontagem dos votos - e os ocidentais Colorado e Novo México.

Missouri e Carolina do Norte ainda não haviam divulgado seus resultados finais, mas tudo indica que o primeiro votará por McCain e o segundo, por Obama.

Barack Obama manteve com facilidade os tradicionais bastiões democratas, como Nova York, Califórnia e Illinois, estado que o elegeu senador, além de arrebatar as jóias do nordeste: New Hampshire, Massachusetts, Nova Jersey, Wisconsin, Minnesota e Michigan.

Além disso, conquistou Iowa e Nevada. O sistema eleitoral americano determina que o vencedor de um estado obtém a totalidade dos delegados em jogo, exceto em Maine e Nebraska, que os dividem de forma proporcional.

Assista abaixo ao discurso de Obama na íntegra (em inglês)

Veja o mapa de como ficou a eleição nos Estados Unidos:

Divulgação
Obama ganhou nos Estados azuis e McCain nos vermelhos



Leia também:

A campanha democrata

Entenda

Opinião

    Leia tudo sobre: obama

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG