Obama é formalmente nomeado como candidato democrata à presidência

Barack Obama recebeu a nomeação oficial do Partido Democrata, nesta quarta-feira, após a votação dos delegados realizada na Convenção Nacional Democrata, em Denver, Colorado.

Redação com agências internacionais |

Fazendo história como o primeiro candidato negro escolhido para liderar um grande partido político norte-americano, o nome de Obama foi eleito por aclamação na convenção do Partido Democrata em Denver.

De acordo com a emissora "CNN", a senadora e ex-candidata Hillary Clinton, que estava presente na votação, afirmou "com olhos fixados firmemente no futuro, e no espírito de união com o objetivo da vitória, com fé em nosso partido e no país, vamos declarar juntos, aqui e agora, que Barack Obama é nosso candidato e será nosso presidente".

AP
AP
Senadora Hillary Clinton anuncia os votos dos delegados de Nova York na convenção

'Coloco o senador Barack Obama para ser escolhido pela convenção por aclamação como indicado do Partido Democrata', disse ela, num pedido que foi aceito pela presidente da convenção, a deputada Nancy Pelosi, que também é presidente da Câmara. Pelosi em seguida anunciou que Obama havia aceitado a indicação.

Delegados dançaram ao som de 'Love Train' para celebrar o momento. Antes, num gesto em prol da unidade partidária, Hillary havia sido simbolicamente aceita como pré-candidata.

Os Estados anunciaram seus votos em ordem alfabética até que Obama tivesse atingido os 2.210 necessários para garantir a nomeação.

Apesar da maioria dos delegados terem votado para Obama, Hillary recebeu algumas centenas de votos.

Delegados liberados

Antes de começar a votação, Hillary teve uma reunião com seus delegados, onde os liberou para votarem a favor de Barack Obama na nomeação formal do legislador como candidato presidencial do partido.

"Não estou dizendo o que têm que fazer. Vocês vieram de muitos lugares diferentes, fizeram esta viagem e sabem o que sentem que é certo fazer", afirmou a ex-primeira-dama sobre o que disse hoje a seus delegados depois de se reunir com eles.

A campanha eleitoral das primárias democratas "foi uma alegria", disse. "Não conseguimos, mas meninos, que bons momentos passamos tentando", afirmou a ex-aspirante presidencial.

Vários gritos de "não" soaram entre a multidão de cerca de três mil pessoas, entre elas dois mil delegados, quando Hillary anunciou que dava liberdade de voto a seus representantes.

Como fez em seu discurso de terça-feira à noite na Convenção , a senadora insistiu hoje na mensagem de unidade do partido para derrotar os republicanos nas eleições presidenciais de novembro.

"Deixaremos Denver unidos. Minha meta é que vençamos em novembro", assegurou.

Barack Obama precisa do voto dos cerca de 18 milhões de eleitores de Hillary se quiser conquistar a Casa Branca no início de novembro.


Clique para ver as imagens do 3º dia de Convenção Democrata em Denver

(*Com informações das agências Reuters, EFE e AFP)

Leia também:



Leia mais sobre: Convenção Democrata - eleições nos EUA

    Leia tudo sobre: eleições nos eua

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG