Obama é contra proibição de casamento gay na Califórnia

WASHINGTON - O candidato democrata à presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, declarou se opor à proposta de inserir na Constituição do estado da Califórnia uma emenda que proíbe o casamento gay, medida que será votada em referendo pelo Estado no mês de novembro.

Ansa |

Foi desse modo que Obama introduziu na campanha eleitoral um tema até então distante e que poderá ser um dos principais pontos de divergência com o seu rival republicano, John McCain.

Em uma carta enviada à liderança de uma organização de gays e lésbicas, o democrata afirmou ser a favor da extensão "dos direitos e benefícios plenamente iguais aos casais do mesmo sexo, seja sob a lei estatal ou federal".

Por esse motivo, o senador de Illinois disse se opor "aos esforços discriminatórios e divisórios para criar emendas na Constituição da Califórnia, dos Estados Unidos ou de qualquer outros estado".

Em 4 de novembro, simultaneamente às eleições para a Casa Branca e o Congresso, a Califórnia irá organizar um referendo sobre a proibição da união civil entre pessoas do mesmo sexo, que foi legalizada há algumas semanas pela Suprema Corte local.

McCain mostrou-se a favor do referendo, enquanto Obama até o momento não queria interferir em escolhas internas de cada estado.

Os republicanos aproveitaram o posicionamento de Obama para acusá-lo de mudar suas opiniões com freqüência. "Isso depende onde você o encontra e a hora do dia... seja sobre financiamento público, debates em prefeituras e agora casamento gay", disse Rick Gorka, porta-voz de McCain.

Leia mais sobre: eleições nos EUA

    Leia tudo sobre: eleições nos eua

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG