Obama critica alto orçamento destinado ao Iraque

O candidato do Partido Democrata, Barack Obama, criticou neste sábado a alta despesa financeira representada pela Guerra do Iraque para os americanos, e reprovou que esse dinheiro não tenha sido investido nos Estados Unidos.

EFE |


O país gastou milhões de dólares em uma guerra contra uma nação "que não tem nada a ver com os ataques de 11 de setembro", afirmou Obama na mensagem semanal por rádio dos democratas.

"Foi investido quase US$ 1 trilhão no Iraque, ainda quando nossas escolas são insuficientes, nossas estradas e as pontes caem, e os preços dos alimentos e da gasolina crescem a cada dia mais", disse.

Os Estados Unidos poderiam ter construído escolas, estradas e haver feito um investimento histórico em fontes alternativas de energia, para criar milhões de postos de trabalho.

"Poderíamos ter evitado chegar aos US$ 4 por galão de gasolina e colocado fim à tirania do petróleo em nosso tempo", acrescentou.

O Governo iraquiano tem agora um superávit de US$ 79 bilhões graças a sua receita pelo petróleo, enquanto os EUA prevêem um déficit fiscal de US$ 500 bilhões para o ano que vem, segundo Obama.

"E, enquanto este dinheiro se assenta nos bancos americanos, os contribuintes continuam pagando US$ 10 milhões ao mês para defender e reconstruir o Iraque", disse Obama.

Na sua opinião, seu oponente republicano, o senador John McCain, adotou plenamente estas políticas da atual Administração, em vez de lutar para voltar a pôr a economia em movimento.

    Leia tudo sobre: obama

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG