Mundo da luta livre convida presidenciáveis americanos ao ringue

NOVA YORK - O mundo da luta livre convidou os pré-candidatos democratas à presidência dos Estados Unidos, os senadores Barack Obama e Hillary Clinton, e o republicano John McCain, a resolver suas diferenças no ringue, anunciou hoje a firma de espetáculos World Wrestling Entertainment (WWE).

EFE |

"Os candidatos presidenciais foram convidados a resolverem suas diferenças à maneira americana, sobre um ringue", anunciou a empresa em comunicado.

Os candidatos receberam com humor o desafio lançado pela WWE e os três enviaram um vídeo com uma saudação e suas promessas caso cheguem à Casa Branca, que vai ao ar no programa de luta livre exibido na noite de hoje pela rede de televisão "USA Network".

Hillary Clinton e Barack Obama, os dois senadores democratas e adversários pela candidatura de seu partido à Presidência do país, se enfrentam amanhã nas primárias da Pensilvânia, cujos resultados são considerados essenciais para que a balança eleitoral penda para o lado de um deles.

A WWE lançou ainda um joguinho virtual em associação com a empresa THQ, que fez "deste encontro uma realidade, pelo menos na Internet", disse a empresa em comunicado.

"Esqueçam-se de quem faz as melhores propostas, e vejam quem é melhor quando soa o sino no ringue", diz a propaganda, que mostra os bonecos que representam Obama e Hillary subindo à luta com a energia e a agressividade dos profissionais da luta livre.

Barack, com roupa preta, e Hillary, de vermelho, entram no ringue com música e atitudes próprias dos lutadores deste espetáculo que faz grande sucesso nos Estados Unidos.

"Os três candidatos presidenciais brigam pelos votos de mais de cinco milhões de espectadores que assistem a 'RAW' toda semana e o transformam no programa mais visto da televisão a cabo", disse a empresa para explicar os motivos de sua proposta aos três políticos.

Após convidar Hillary Clinton e Barack Obama, a empresa acrescenta que "os três candidatos decidiram participar esta noite e cada um deles dará um discurso gravado especialmente para a ocasião".

A empresa WWE, organizadora do evento Wrestlemania, teve um lucro de US$ 485 milhões em 2007. Desse número, US$ 316,8 milhões corresponderam a eventos ao vivo e televisionados, o que ao todo representa um aumento de 17% em relação a 2006.

Os protagonistas dos programas ao vivo são lutadores como Undertaker, Edge e John Cena, que fazem parte de uma atração que encanta seus espectadores, que os acompanham de perto e não economizam para adquirir produtos de seus ídolos, como camisetas, bonés ou downloads de toques para celulares, entre outros.

Leia mais sobre: eleições nos EUA

    Leia tudo sobre: eleições nos eua

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG