HUDSON, Estados Unidos (Reuters) - O candidato republicano à Casa Branca, John McCain, prometeu na sexta-feira lutar pela igualdade salarial entre homens e mulheres e acusou seu adversário democrata, Barack Obama, de adotar políticas que iriam prejudicar as empreendedoras e suas famílias.

McCain, que disputa o espólio eleitoral da ex-pré-candidata democrata Hillary Clinton, disse que as mulheres avançaram muito em diversos campos, mas ainda estão em desvantagem.

'As mulheres fizeram enormes progressos nos últimos anos, seja na política ou nos negócios. [Mas] não fizemos o bastante.

E estou comprometido em garantir que haja pagamentos iguais por trabalhos iguais', disse ele a uma platéia predominantemente feminina.

Embora tenha admitido que Obama tem preocupações com as mulheres, ele criticou as propostas do rival. 'O fato é: tirando toda a retórica bonita, as políticas do senador Obama dificultariam que as mulheres lancem novos negócios, que criem ou encontrem novos empregos, que administrem o orçamento familiar e arquem com o ônus fiscal', afirmou o republicano.

McCain passou a semana falando de economia e acusando Obama de fazer propostas que elevariam impostos e seriam prejudiciais às famílias e às pequenas empresas.

A campanha de Obama reagiu com suas próprias acusações.

'O senador McCain sugeriu que a razão para as mulheres não terem salários iguais não seria a discriminação no trabalho -- seria porque elas precisam de mais educação e treinamento', disse nota assinada por Anita Dunn, consultora do comitê democrata. 'O senador Obama não teria como discordar mais disso.'

Em seu pronunciamento, McCain elogiou a campanha feita por Hillary nas eleições primárias e citou mulheres importantes que o apóiam, como a executiva-chefe do site eBay, Meg Whitman, e a ex-CEO da Hewlett-Packard Carly Fiorina.

Cindy McCain fez a apresentação do marido e falou dos desafios para conciliar o papel de mãe com a de executiva da empresa familiar de distribuição de cerveja, quando o pai dela morreu.

De brinde, ela deu uma dica de dieta: 'Quer saber como perder 30 libras [13,5 quilos]? Ajude seu marido a concorrer a presidente,' brincou ela, pedindo desculpas por usar calças dois números acima do ideal.

Leia mais sobre: eleições nos EUA

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.