cobiça e corrupção em Wall Street - Eleições nos EUA - iG" /

McCain diz que acabará com cobiça e corrupção em Wall Street

MIAMI - O candidato republicano à Casa Branca, John McCain, afirmou nesta terça-feira, em Tampa (Flórida), que acabará com a cobiça desenfreada e a corrupção, a que ele atribuiu boa parte da crise que atinge Wall Street.

EFE |

Acordo Ortográfico McCain, que está de visita na Flórida, estado-chave nas eleições de novembro, afirmou que, caso ele e Sarah Palin sejam eleitos para a Presidência do país, "não perderão tempo para mudar a maneira como Washington funciona".

Ele se referiu também ao "comportamento irresponsável" como um dos fatores responsáveis pela crise financeira e se mostrou convencido, no entanto, de que "os alicerces" da economia se mantêm sólidos, mas ameaçados.

Segundo ele, "a cobiça" e a "má administração" colocaram em risco os fundamentos da economia e os mercados financeiros.

Na segunda-feira, em um comício em Orlando, no centro do estado, McCain afirmou que tais fundamentos eram "fortes", embora ameaçados, e explicou que eles se sustentam nos trabalhadores americanos e nos pequenos empresários.

A afirmação de McCain foi criticada pelo candidato democrata, Barack Obama, já que o país atravessa uma delicada crise econômica.

Em uma tentativa de atrair o voto hispânico da Flórida, McCain abordou em sua visita ao Estado assuntos relativos à migração e afirmou que fará desta uma de suas prioridades, caso seja eleito.

O senador pelo Arizona, que apoiou parte de um projeto de reforma migratória integral que fracassou no Congresso em 2007, mencionou o voto de Obama a favor de emendas ao projeto de lei que, segundo McCain, eram mortais para a reforma.

    Leia tudo sobre: eleições nos euamccain

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG