McCain defende escudo antimíssil para deter o Irã

WASHINGTON (Reuters) - O candidato presidencial republicano John McCain pediu aos Estados Unidos, na quarta-feira, que coloquem escudos antimísseis na Europa para conter as ambições iranianas, depois que a república islâmica testou nove mísseis. Os testes demonstram a necessidade de defesa efetiva contra os mísseis, agora e no futuro, e isso inclui colocar mísseis na Europa, na República Tcheca e na Polônia, disse McCain em um comunicado.

Reuters |

O Irã disse ter testado mísseis de médio e longo alcances para alertar os Estados Unidos e a Israel que está pronto para responder a qualquer ataque relacionado a seus programas nucleares.

Os Estados Unidos assinaram na terça-feira um pacto para construir parte de um escudo antimísseis na República Tcheca, a fim de conter ameaças vindas do Oriente Médio. A administração Bush também quer instalar escudos antimísseis na Polônia, apesar das negociações terem emperrado.

O rival de McCain nas eleições de novembro, o democrata Barack Obama, pediu maior comprometimento diplomático com o Irã e mais sanções -- abordagem criticada por McCain.

'Trabalhar com nossos aliados regionais e na Europa é a melhor maneira de se defender das ameaças do Irã, em vez das concessões unilaterais que prejudicam a diplomacia multilateral', afirmou McCain.

(Por Andy Sullivan)

    Leia tudo sobre: eleições nos eua

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG