Hillary Clinton ataca Bush por fracasso no comércio com a China

A pré-candidata democrata Hillary Clinton disparou, nesta segunda-feira, uma saraivada de críticas às relações comerciais com a China, pedindo uma ofensiva contra os jogos perigosos, o comércio e as políticas cambiais injustas, com o objetivo de atrair o voto operário.

AFP |

A senadora por Nova York acusou em um ato de campanha na Pensilvânia o governo de Bush de fracassar na hora de proteger os trabalhadores norte-americanos, e pediu que as regras comerciais sejam estritamente cumpridas.

As primárias decisivas da Pensilvânia (leste) serão realizadas no dia 22 de abril.

"Precisamos de soluções para fixar nossas leis comerciais, estabelecer as bases de uma indústria forte, resistir à China e ressaltar que os jogos perigosos e as políticas cambiais injustas são inaceitáveis", disse Clinton na sede da Alliance for American Manufacturing (Associação da Indústria Manufatureira americana) em Pittsburgh.

"Sei o que significa a indústria manufatureira para este país. Significa bons empregos, comunidades prósperas e os produtos que fazem que este país continue crescendo a cada dia", acrescentou a senadora por Nova York.

"Nossas indústrias e nossos trabalhadores industriais deram forma ao nosso passado e vocês conduzirão nosso futuro. E se me derem a oportunidade, estarei junto de vocês a cada dia como presidente", assegurou Clinton.

A ex-primeira-dama acusou o presidente George W.Bush de ter fracassado na hora de fazer respeitar as regras do comércio e de não ter exigido da China o fim da "manipulação" de sua moeda.

Leia mais sobre: eleições nos EUA

    Leia tudo sobre: eleições nos eua

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG