O ex-prefeito de Nova York Rudolph Giuliani disse hoje que o candidato democrata à Presidência, Barack Obama, é um senador famoso que fala bem, mas cujas palavras acabam se perdendo por sua falta de experiência.

Obama "nunca dirigiu uma cidade, um estado, uma empresa", afirmou Giuliani na Convenção Republicana, que acontece em St Paul, no estado do Minnesota.

"Este não é um ataque pessoal, é uma declaração sobre fatos. Barack Obama não administrou nada", disse.

Por outro lado, Giuliani descreveu o candidato republicano, John McCain, como um "herói nacional" pelos cinco anos e meio que passou como prisioneiro de guerra no Vietnã, e disse que ele é um homem abnegado que abriu mão de tudo por seu país.

"Ele foi posto à prova várias vezes pelas crises, e passou em todos os testes", disse Giuliani, que enfrentou McCain nas primárias, mas desistiu da candidatura presidencial após a votação na Flórida.

Giuliani comparou McCain a Ronald Reagan, um dos grandes nomes do Partido Republicano, ao dizer que o senador pelo Arizona promove o controle fiscal e a segurança nacional.

O ex-prefeito de Nova York também acusou os democratas de não reconhecerem a ameaça representada pelo "terrorismo islâmico". Além disso, afirmou que se Obama fosse o atual presidente, as tropas dos Estados Unidos "teriam sido derrotadas no Iraque".

Giuliani encerrou seu discurso com elogios à candidata de seu partido à Vice-Presidência, Sarah Palin, que atualmente governa o Alasca. "Palin já tem mais experiência executiva que toda a chapa democrata", afirmou.

O ex-prefeito republicano disse que a atual governadora do Alasca reduziu o gasto público de seu estado, vendeu na internet o avião particular usado por seu antecessor, e enfrentou a corrupção.

"Esse é o tipo de reformista que precisamos", concluiu Giuliani.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.