Ex-governador da Virgínia será orador principal na convenção democrata

VIRGÍNIA - Mark Warner, ex-governador do Estado americano da Virgínia e candidato ao Senado, ocupará a posição do candidato democrata à Casa Branca, Barack Obama, de quatro anos atrás e será o orador principal da convenção do Partido Democrata, que será realizada no final do mês em Denver, no estado do Colorado.

EFE |

"Da mesma forma que Barack Obama, Mark Warner não tem medo de enfrentar os desafios e reunir as pessoas para encorajar a mudança a começar", disse o gerente da campanha de Obama, David Plouffe, em comunicado.

O papel de orador principal costuma ser dado a alguma figura promissora dentro do partido e também é um trampolim na carreira política do escolhido.

Em 2004, foi o então candidato ao Senado por Illinois, Barack Obama, que falou na convenção realizada em Boston, onde fez um discurso em que convidou a fechar as feridas raciais ainda abertas nos EUA.

Esse discurso gerou grande repercussão e permitiu que Obama se lançasse na primeira linha da cena política nacional.

Warner é um homem de negócios que fez fortuna na indústria de telefonia celular e foi governador da Virgínia em 2001.

Pôr Warner em primeiro plano da política nacional poderia ajudar sua campanha na Virgínia, onde é candidato ao Senado.

A Virgínia também é um empecilho para Obama já que é um estado tradicionalmente republicano, onde o atual presidente dos EUA, George W. Bush, ganhou nas últimas duas eleições. A campanha de Obama quer reverter esse resultado.

Warner participará do segundo dia da convenção, 26 de agosto, e será precedido pela senadora por Nova York Hillary Clinton, adversária de Obama nas primárias presidenciais.

O assunto da noite deve ser economia Chegou-se a cogitar a possibilidade de que Hillary seria a oradora principal, mas os assessores de Obama e da ex-primeira-dama tiveram delicadas negociações sobre o papel dela na convenção.

Dar o papel principal a Warner pode ser um gesto da campanha para demonstrar que tudo está acontecendo em prol da unidade do partido.

A mulher de Obama, Michelle, e a presidente da Câmara dos Representantes, Nancy Pelosi, serão as principais figuras da primeira noite, dia 25 de agosto, que será dedicada à unidade dos EUA.

Nesse dia, será feita uma homenagem ao senador por Massachusetts Ted Kennedy, recentemente operado de um tumor no cérebro, que ainda convalescente transmitirá seu apoio a Obama em um vídeo de cinco minutos.

O tema da noite de quarta-feira, dia 27 de agosto, é o futuro da segurança americana. Nesse dia, é aguardada a participação do candidato à vice-presidente, que ainda não foi nomeado por Obama.

Já Obama falará no dia 27 de agosto, e no dia 28 aceitará a nomeação do Partido Democrata como candidato oficial à Presidência dos EUA.

Leia mais sobre: eleições nos EUA

    Leia tudo sobre: eleições nos eua

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG