Eleitores enfrentam problemas nas urnas em várias partes dos EUA

NOVA YORK - Problemas na votação apareceram em várias partes dos Estados Unidos nesta terça-feira, quando os eleitores compareceram em massa à eleição presidencial, encontrando filas longas e urnas quebradas.

AP |

Os norte-americanos têm prestado atenção a problemas nas eleições recentemente. Em 2000, o resultado da eleição presidencial ficou em suspenso até a Suprema Corte decidir interromper a recontagem de votos contestados na Flórida, fazendo com que George W. Bush fosse o candidato vencedor.

Em Ohio, houve tumulto em 2004 devido a urnas quebradas e filas longas.

Nesta terça, eleitores tiveram que usar cédulas de papel devido a problemas com urnas eletrônicas em alguns locais de Nova Jersey. Em Nova York, a porta-voz da Comissão Eleitoral, Valerie Vazquez-Rivera, disse que pessoas começaram a fazer fila a partir das 4h, no horário local, para evitar filas, levando a notícias erradas de que alguns locais de votação não haviam aberto na hora certa.

Eleitores aguardam para votar no estado de Delaware / Foto: AP

O governador da Pensilvânia, Ed Rendell, pediu aos eleitores que "aguentassem" enquanto autoridades do estado e dos condados se preparavam para um comparecimento enorme. Mais de 160 pessoas estavam na fila para votar quando o local de votação abriu na Primeira Igreja Presbiteriana em Allentown.

Fila e máquinas quebradas

Centenas de pessoas foram votar em Missouri, um estado crucial para os candidatos. Norma Storms, 78, residente de Raytown, disse que a frente de sua casa estava cheia de carros de eleitores que não conseguiram estacionar. "Eu nunca vi nada assim em toda a minha vida. Estou estupefata", disse ela.

Na Virgínia, onde um democrata não vence a eleição presidencial desde 1964, vários locais de votação tiveram máquinas de votar com papel enroscado e urnas "touch screen" problemáticas. Em Richmond, um local de votação abriu mais tarde porque a pessoa que tinha as chaves perdeu a hora. Centenas de pessoas que aguardavam comemoraram quando as portas foram abertas.

Ohio, que teve problemas extremos na última eleição presidencial, teve alguns problemas de papel enroscado no condado de Franklin. "Estamos cuidando de coisas assim. Mas não há nada grande ou sistêmico", disse o porta-voz eleitoral Ben Piscitelli.

Na Costa Oeste, os californianos também enfrentaram longas filas, mas a votação foi tranquila. No condado de Orange, ao sul de Los Angeles, cerca de 400 pessoas estavam a postos para lidar com problemas no sistema eletrônico de votação do condado.

Bizarro

Talvez a barreira mais bizarra à votação foi um caminhão que bateu em um poste em Saint Paul, Minnesota, fazendo com que dois locais de votação ficassem sem luz por 90 minutos.

O mais incomum nesta votação é o número de eleitores que são esperados nas mais de 7.000 jurisdições eleitorais no país. O registro de eleitores subiu 7,3% em relação à eleição passada.

"Temos um sistema preparado para pouco comparecimento. Teremos muitos novos eleitores, mas não temos muitos recursos novos. Os diretores eleitorais têm muito pouco com o que trabalhar", disse Tova Wang, da organização não-governamental Common Cause.

Perfil dos candidatos

Perfil das esposas dos candidatos

Propostas

Opinião

Entenda

Galeria de Fotos

Leia também:

    Leia tudo sobre: eleições nos eua

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG