Convenção Democrata começa nesta segunda com discurso de Michelle Obama

DENVER - Os democratas iniciam nesta segunda-feira em Denver, no estado americano do Colorado, uma convenção histórica que busca curar as feridas abertas nas primárias e unir o partido em torno do nome de Barack Obama, a aposta da legenda para recuperar a Casa Branca.

Redação com agências internacionais |


Clique para ver a galeria de fotos dos preparativos em Denver

Esta convenção será bem diferente da realizada em Denver há 100 anos, em 1908, quando a cidade gastou menos de US$ 1 milhão em um evento que teve uma cobertura midiática que seria insignificante nos dias de hoje.

Já no século 21, a convenção democrata de 2008, com cerca de 80 mil presentes , será um acontecimento multimilionário, com milhares de repórteres de todo o mundo de jornal, rádio, internet e redes de televisão, que transmitirão horas e horas de programação em alta definição.

O último objetivo do espetáculo político, com preparativos comparáveis aos das cerimônias do Oscar ou do Super Bowl, será impulsionar a figura de Obama, um jovem político, desconhecido oito anos atrás, e que agora pretende desbancar os republicanos e se tornar o primeiro negro a chegar a presidir os Estados Unidos.

Para isso, uma coreografia perfeitamente orquestrada ocupará durante quatro dias o palco do ginásio Pepsi Center, e, no horário nobre da televisão americana, políticos influentes, parentes do candidato e outras celebridades se encarregarão disso. Não estão descartadas as presenças dos atores Brad Pitt e Ben Affleck, além do polêmico diretor de cinema Michael Moore.

Programação recheada de discursos

O primeiro dia será em família, com um discurso da mulher de Obama, Michelle , uma bem-sucedida advogada de Chicago, e da meia-irmã do candidato Maya Soetoro-Ng, que falará da infância e das experiências que marcaram a personalidade do senador por Illinois.

Na terça-feira, acontece o aguardado discurso da senadora Hillary Clinton , que brigou até o final nas primárias e que, apesar de ter perdido por uma pequena margem de diferença, receberá, como prêmio de consolação, a votação simbólica de sua candidatura na convenção.

Trata-se de um ato que tem como objetivo apaziguar os protestos dos milhões de incondicionais eleitores de Hillary que não aceitam o fato de Obama, e não a ex-primeira-dama, liderar a chapa democrática, apesar de seus defensores não descartarem realizar manifestações em frente à convenção.

Embora Hillary tenha dado apoio público a Obama, os analistas esperam que ela ofereça respaldo completo e incondicional quando discursar no encontro democrata, na terça-feira. Segundo Scott Adler, professor de Ciências Políticas da Universidade do Colorado, só assim será cicatrizada a profunda ferida aberta durante as primárias no Partido Democrata.

Na terça-feira também falará Mark Warner, ex-governador da Virgínia e candidato ao Senado, que foi escolhido para ser o orador principal da convenção, papel que costuma ser dado a alguma figura promissora dentro do partido. Em 2004, foi o então candidato ao Senado por Illinois Barack Obama quem falou na convenção realizada em Boston, com um discurso inflamado sobre as feridas raciais abertas nos Estados Unidos, que o lançou no cenário político americano.

Na quarta-feira, véspera da escolha final da convenção, subirão ao palanque alguns dos pesos pesados do partido, entre eles o ex-vice-presidente americano Bill Clinton, além do candidato à vice-presidência dos EUA na chapa de Obama, Joe Biden, cuja identidade foi uma incógnita até sábado .

O grande dia da convenção, no entanto, será na quinta-feira, quando Obama fará seu esperado discurso de aceitação e se tornará, oficialmente, candidato do Partido Democrata a se tornar o 44º presidente dos EUA.

Em uma iniciativa que não acontecia desde 1960, com John F. Kennedy, Obama não fará seu discurso na sede da convenção, mas no gigantesco estádio Invesco Field, onde reunirá 75 mil simpatizantes.

Leia também:

Leia mais sobre eleições nos EUA

* Com EFE e AFP

    Leia tudo sobre: eleições nos eua

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG