Cindy McCain faz comício na Pensilvânia; veja como foi

SCRANTON (PA) - Em uma pacata rua de Wilkes-Barre, na Pensilvânia, uma longa fila se forma em frente ao ginásio de uma universidade. Os espectadores que aguardam no frio não vão ver algum jogo de basquete. Eles esperam para ter a chance de participar do comício de Cindy McCain, mulher do candidato republicano à presidência dos EUA, John McCain. Assim como em um jogo de basquete, ambulantes vendem camisetas, broches e outros souvenirs do time. Neste caso, John McCain e Sarah Palin.

Leandro Meireles Pinto, repórter do iG nos EUA |

Por causa da presença de Cindy McCain e outros políticos locais, a segurança é reforçada. Para entrar no ginásio, é necessário passar por detectores de metais e cães farejadores examinam até as bolsas de senhoras de idade já avançada. O evento não é concorrido e nem de longe se parece com os comícios de Sarah Palin, que já recebeu mais de 15 mil pessoas, e Barack Obama, que neste sábado reuniu 100 mil pessoas em St. Louis, no Missouri. No ginásio de Wilkes-Barre, cerca de 300 pessoas aguardam a chegada de Cindy McCain.

Ao som do coral de estudantes da St. Gregory Academy, as pessoas vão enchendo o ginásio e tomando seus lugares. A maior parte do público fica em pé na quadra. Idosos e gestantes são colocados na arquibancada. Os voluntários que trabalharam nos últimos meses na campanha republicana podem subir ao palco e ficar em uma pequena arquibancada montada atrás do púlpito. São as pessoas que geralmente aparecem na TV quando os discursos são transmitidos.


Cindy McCain discursa em Wilkes-Barre, Pensilvânia / Leandro M. Pinto

Após a apresentação do coral, o ginásio fica em silêncio. Uma voluntária da campanha tenta entoar o coro "mulheres por McCain, mulheres por McCain", mas sem sucesso. Do outro lado do ginásio, um homem grita "homens por Sarah Palin" e todos dão risada.

O discurso de Cindy McCain é precedido pela aparição de políticos locais. Cindy sobe ao palco acompanhada de Brooke Burr, mulher do senador republicano pela Carolina do Norte, Richard Burr, e Mary Pawlenty, mulher do governador de Minnesota, Tim Pawlenty. "Pensilvânia é extremamente importante nessa eleição. É mais do que um Estado crucial e nós vamos olhar para vocês para liderar este país", disse Cindy.

Após 15 minutos de discurso, Cindy McCain desce do palco para dar autógrafos e conversar com as pessoas que se espremem na grade. Paciente, ela fica por mais 15 minutos conversando e tirando fotos com todos até ser levada por agentes do Serviço Secreto para o carro principal de sua comitiva. Os carros deixam a pacata rua de Wilkes-Barre escoltados por motos da polícia. O ginásio começa ficar mais vazio e, uma hora após o início do evento, os voluntários já recolhem as faixas e banners que foram colocados nas paredes do local.

Assista ao vídeo abaixo:

Leia mais sobre eleições nos EUA

    Leia tudo sobre: eleições nos eua

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG