Candidato independente diz que Hillary como vice atrairia mais votos a Obama

WASHINGTON - O candidato presidencial independente Ralph Nader afirmou, nesta quarta-feira, que a senadora Hillary Clinton é a melhor opção para vice na chapa para o senador democrata Barack Obama, porque ela conseguiria mais votos.

EFE |

Hillary "conseguiria mais votos, porque um quarto de seus partidários ainda não entrou na onda de Obama, estão flertando com (o republicano John) McCain, ou estão apoiando a campanha Nader-González", disse Nader em entrevista à cadeia "Fox".

Nader fez as declarações em um momento no qual crescem as especulações sobre quem Obama escolherá como vice-presidente, de entre uma lista curta, para o pleito de 4 de novembro.

A campanha de Obama prometeu anunciar a seleção do candidato primeiro exclusivamente a seus partidários, através de mensagens a telefones celulares.

O anúncio público poderia ser feito no máximo no sábado, quando Obama e seu vice aparecerão em um ato público em Springfield (Illinois), onde o senador por Illinois lançou sua campanha presidencial.

Nader, um famoso defensor dos consumidores que atraiu pouca cobertura midiática nesta disputa, dúvida que Obama vá escolher o governador da Virgínia, Tim Kaine, ou os senadores Joe Biden, de Delaware, ou Evan Bayh, de Indiana.

"Não acho que (Obama) seja tão tolo", disse Nader, que aconselhou o candidato democrata a "ter coragem" e fazer o que fez John F.

Kennedy em 1960, quando escolheu Lyndon Baines Johnson, apesar da falta de química entre ambos.

Kennedy escolheu Johnson como vice e este lhe arrastou os votos do Texas "e ambos ganharam as eleições contra Richard Nixon", lembrou Nader.

Os candidatos em disputa para a Vice-Presidência democrata, que inclui a governadora do Kansas, Kathleen Sebelius, "não fornecerão muito quanto a votos, e duvido que lhe dêem inclusive (a vitória) em outros estados" fora dos que representam, opinou Nader.

"Mas Hillary e seus partidários podem atrair muito dinheiro, que ele vai precisar três ou quatro vezes a quantidade que McCain vai receber em fundos públicos por 83 milhões", assinalou Nader, que considerou que a especulação sobre Biden, Bayh e Kaine é só uma "cortina de fumaça".

    Leia tudo sobre: eleições nos eua

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG