Bush se reunirá com Obama na próxima semana em processo de transição

Washington, 6 nov (EFE).- O presidente em fim de mandato dos Estados Unidos, George W.

EFE |

Bush, revelou hoje que se reunirá na próxima semana com seu sucessor, Barack Obama, para conversar sobre a economia e as guerras iniciadas no Iraque e no Afeganistão.

Em um discurso a funcionários da Casa Branca para tratar do processo de transição até que Obama tome posse no dia 20 de janeiro, Bush pediu aos funcionários que trabalhem de forma dura para garantir uma transferência de poderes o mais fácil possível.

Uma transição sem incidentes "é uma das marcas da verdadeira democracia", declarou. "Garantir uma transferência de poderes sem incidentes será uma das prioridades no tempo de mandato que me resta", prometeu.

Nos 75 dias que faltam até que Obama jure o cargo, "devemos garantir que a nova administração pode entrar em movimento imediatamente", afirmou.

Ao longo das próximas semanas, os funcionários que estão saindo colocarão os membros da equipe de transição do presidente eleito a par das questões pendentes nos diferentes aspectos políticos, revelou.

Bush se reunirá com Obama na próxima semana para discutir as principais questões pendentes, entre elas a grave crise financeira e a cúpula das principais economias que será realizada no dia 15 de novembro em Washington.

"Encaramos desafios econômicos que não serão interrompidos para deixar que o novo presidente se assente no cargo", declarou Bush.

Também falarão da segurança nacional, da ameaça terrorista e das guerras iniciadas no Iraque e no Afeganistão, assim como os tratados de livre-comércio pendentes de aprovação com Colômbia, Panamá e Peru.

"O Governo está preparado para cumprir suas responsabilidades o tempo todo" e que não haja um vácuo de funções durante o processo de transição, declarou o presidente.

A equipe de transição de Obama informou que o presidente eleito visitará a Casa Branca na próxima segunda.

Nesta sexta, aquele que será o primeiro líder negro dos EUA deve se reunir com sua equipe econômica, após o que oferecerá uma entrevista coletiva, em seu primeiro ato público após sua vitória nas eleições da última terça, nas quais derrotou ao republicano John McCain. EFE mv/fal

    Leia tudo sobre: eleições nos eua

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG