Boatos de chapa Rice-McCain ficam mais fortes; secretária de Estado nega

Os boatos sobre uma chapa republicana John McCain-Condoleezza Rice para a eleição de novembro estão cada vez mais fortes nos Estados Unidos, apesar dos desmentidos do pré-candidato e da própria secretária de Estado americana, que diz não estar interessada.

AFP |

"Se ela está fazendo, ativamente, campanha pela vice-presidência, ela é a última a saber disso", ironizou, nesta segunda-feira, o porta-voz do Departamento de Estado, Sean McCormack, ao ser questionado sobre os novos rumores das ambições políticas de Rice.

Em recente entrevista ao jornal "The Washington Times", lembrou McCormack, "ela disse: não estou interessada. É hora de sangue novo".

Condoleezza Rice, que é professora de Ciências Políticas na Universidade de Stanford, na Califórnia, sempre disse que pretende voltar a lecionar, mas uma série de declarações recentes trouxe de novo à tona os boatos sobre sua real intenção.

No final de março, ela participou de uma reunião presidida por um cacique da ala conservadora do Partido Republicano, Grover Norquist, na qual lhe perguntaram se aceitaria concorrer à vice-presidência.

Segundo várias testemunhas, ela não teria recusado claramente.

Na entrevista publicada no "Washington Times", dois dias depois, ela garantiu "não fazer política", mas no momento em que um democrata negro, o senador Barack Obama, é um sério candidato à Casa Branca, Rice destacou que os EUA são um país "notável", no qual uma mulher negra como ela pode ser secretária de Estado, cargo ocupado há mais de dois séculos por um proprietário de escravos e futuro presidente Thomas Jefferson.

Ao ser questionado no domingo, John McCain garantiu não ter sido informado sobre um desejo de Rice de formar uma chapa com ele. "Não vi esses sinais", afirmou.

Leia mais sobre: eleições nos EUA

    Leia tudo sobre: eleições nos eua

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG