Bill Clinton e Joe Biden serão as estrelas de hoje da convenção democrata

DENVER - O senador Joe Biden e o ex-presidente americano Bill Clinton participam hoje da convenção democrata, em Denver, na qual o primeiro aparecerá como candidato a vice na chapa de Barack Obama e o segundo, com a pretensão de unificar o partido.

EFE |

O evento girará em torno da segurança nacional, assunto geralmente especialidade dos republicanos, que afirmam que Obama não possui credenciais para assumir liderar questões sobre o assunto.

Por enquanto, as pesquisas dão razão aos conservadores, ao indicar que a maioria dos eleitores confiam mais no candidato republicano John McCain que em Obama nos assuntos de segurança e política externa, fundamentalmente importantes nas eleições.

Por isso, os democratas decidiram usar hoje especialistas do partido neste tema, que apresentarão Obama como o candidato mais bem preparado para defender o país de possíveis ameaças externas.

O ato servirá para expor uma política externa que "não é republicana nem democrata, mas uma política americana inteligente que fará com que nosso país seja mais seguro", diz o anúncio do programa do partido.

A defesa de Obama será assumida, especialmente, por Biden. O veterano e combativo senador pelo estado de Delaware é o presidente do Comitê de Relações Exteriores do Senado e uma das vozes mais respeitadas do país em assuntos de política externa.

Biden deixou claro que está pronto para assumir o papel de crítico da oposição, que tradicionalmente corresponde ao "número dois".

"Não podemos permitir outros quatro anos de política externa que destruiu nossas alianças e sacrifica nossa legitimidade moral ao redor do mundo", disse ele no sábado, em sua primeira aparição ao lado de Obama.

"Senhoras e senhores, essa é a má notícia, mas também há boas notícias. Não temos porquê ter outros quatro anos de George W. Bush e John McCain", acrescentou.

E se as palavras de Biden serão escutadas com atenção, as de Bill Clinton não ficam por menos. De fato, se espera que, da mesma forma que aconteceu ontem com Hillary, o ex-presidente seja hoje a estrela da noite, apesar desse papel não ter sido reservado para ele.

A expectativa não é fruto tanto de sua figura lendária e carismática, mas das tensões entre ele e a campanha de Obama durante as primárias em que Bill participou de comícios a favor de sua esposa, Hillary.

O ex-presidente havia feito duras críticas a Obama e qualificou sua oposição à Guerra do Iraque de "conto de fadas". Além disso, não ajudou a curar as feridas depois das disputadas primárias que dividiram o partido.

"Alguém poderia argumentar que nunca se está pronto para ser presidente", respondeu ele recentemente a pergunta sobre se Obama estaria preparado para assumir o poder.

Entretanto, acredita-se que Bill Clinton elogie Obama e convoque os simpatizantes de Hillary a se unir em torno da candidatura do senador pelo estado de Illinois.

No entanto, por trás das cortinas, parece claro que a tensão não se dissolveu.

Na segunda-feira, ficou claro o descontentamento do ex-presidente com a incumbência de falar de segurança nacional e política externa, dois temas nos quais foi crítico de Obama.

Segundo a imprensa local, que citava fontes próximas a Bill, ele preferia falar de valores do partido ou de economia, assunto que o ajudou a chegar à Casa Branca em 1992.

Isso forçou um discurso de Obama, que afirmou que Bill Clinton tinha carta branca para falar do que quisesse. Assim, ele falará do que quiser, mas muito sobre segurança.

Entretanto, o ex-presidente não estará presente no estádio Invesco Field amanhã, quando Obama aceitar a designação como candidato presidencial do Partido Democrata, segundo a rede de televisão "CNN".

O programa desta noite inclui também o governador do Novo México, Bill Richardson, o senador John Kerry, o líder da maioria democrata no Senado, Harry Reid, e o senador Evan Bayh, que também era um dos candidatos a vice de Obama.

Leia mais sobre convenção democrata

    Leia tudo sobre: barack obamaeleições nos euahillary clintonobama

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG