WASHINGTON (Reuters) - Autoridades norte-americanas frustraram um complô de skinheads neo-nazistas para assassinar o candidato democrata à Presidência dos EUA, Barack Obama, e matar negros no Tennessee, disse a agência Associated Press na segunda-feira. Segundo a AP, o complô foi desmantelado por agentes do Escritório para Álcool, Tabaco, Armas de Fogo e Explosivos.

A campanha de Obama não comentou a notícia.

Obama, que pode se tornar o primeiro presidente negro dos Estados Unidos, está à frente do republicano John McCain nas pesquisas de intenção de voto antes da eleição presidencial, marcada para 4 de novembro.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.