Assessor de Obama deixa campanha após contatos com Hamas

Robert Malley, assessor do pré-candidato democrata à Casa Branca Barack Obama, deixou a equipe de campanha, após ter sido consultado por um jornal britânico sobre suas reuniões com o grupo islamita palestino Hamas, informou a imprensa ameriana nesta sexta-feira.

AFP |

Malley, que trabalha para o Grupo de Crise Internacional, disse que servia como um assessor "informal" de Obama sobre o Oriente Médio. Ele explicou à rede NBC News que decidiu renunciar depois que o jornal "Times" londrino o procurou para saber de seus contatos com o Hamas. O grupo é considerado terrorista por Washington e pela União Européia.

"Decidi, com base no fato de que isso iria se tornar uma distração, que era melhor me retirar de qualquer associação com a campanha", declarou à NBC.

"Meu trabalho com o Grupo de Crise Internacional é me reunir com todo tipo de gente, limpa e não limpa, e informar sobre o que dizem. Nunca neguei com quem me reúno. Isso é o que eu faço", disse.



    Leia tudo sobre: eleições nos eua

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG