Análise: A disputa em Estados decisivos na eleição dos EUA

A eleição presidencial nos EUA, marcada para 4 de novembro, depende de vários Estados decisivos nos quais as pesquisas de intenção de voto dão ao democrata Barack Obama uma certa vantagem em relação ao republicano John McCain. Obama está à frente em todos os Estados conquistados pelo também democrata John Kerry no pleito de 2004, bem como em Estados nos quais venceu o atual presidente norte-americano, o republicano George W. Bush, mostraram pesquisas recentes.

Reuters |

Um candidato precisa de 270 votos no Colégio Eleitoral a fim de conquistar a Casa Branca. O presidente norte-americano não é aquele que conquista o maior número de votos no país todo, mas o que conquista a maioria do Colégio Eleitoral, cujos 538 membros estão divididos entre os 50 Estados e o Distrito de Columbia segundo a proporção de suas bancadas no Congresso.

Com exceção de Maine e Nebraska, os Estados atribuem todos os seus votos no Colégio ao candidato mais bem votado em seu território. Maine e Nebraska são os únicos a dividir os votos no Colégio segundo seus distritos eleitorais.

Veja abaixo alguns dados sobre os Estados decisivos, entre os quais o total de votos de cada um, o resultado das eleições em 2004 e detalhes sobre a disputa em cada um deles.

Colorado - 9 votos no Colégio Eleitoral. Bush venceu Kerry por 52 por cento contra 47 por cento dos votos em 2004. Desde então, os democratas conquistaram o controle do Poder Legislativo do Estado e o governo. Uma pesquisa do fim de semana mostrou Obama 10 pontos à frente, uma distância que aumentou depois de a crise financeira ter se transformado no principal tema da campanha.

Flórida - 27 votos no Colégio Eleitoral. Bush venceu Kerry por 52 a 47 por cento dos votos nesse Estado famoso pelo resultado polêmico das eleições de 2000. A Flórida é um Estado com grande concentração de eleitores de terceira idade que tendem a votar em McCain. Possui ainda muitos eleitores judeus, os quais costumam votar nos democratas, mas que têm se mostrado reticentes em relação a Obama. Uma pesquisa divulgada no sábado atribuiu a Obama uma vantagem de 5 pontos percentuais -- essa é a mais recente de uma série de enquetes que colocam o democrata à frente de McCain nesse Estado, onde o republicano precisa vencer para conquistar a Presidência.

Indiana - 11 votos no Colégio Eleitoral. Bush venceu Kerry com uma vantagem de 20 pontos em 2004. Um democrata venceu o Estado, na disputa presidencial, pela última vez em 1964. Mas o Estado faz fronteira com Illinois, a base de Obama, e o candidato investiu grandes somas na campanha em Indiana depois de ter ficado em segundo lugar ali nas prévias democratas de maio, atrás de Hillary Clinton. Os republicanos começaram a divulgar peças de propaganda nesse Estado, mas pesquisas de opinião mostram Obama aproximando-se do adversário. As duas pesquisas mais recentes concederam a McCain uma vantagem de 5 a 7 pontos percentuais.

Michigan - 17 votos no Colégio Eleitoral. Kerry venceu com 3 pontos de vantagem em 2004. A economia do Estado, atualmente em desaceleração, e sua base manufatureira em dificuldades fizeram dele um alvo privilegiado para o debate dos dois candidatos a respeito da economia. Uma pesquisa realizada depois da convenção republicana do mês passado mostrou que a disputa estava empatada, mas Obama abriu uma vantagem significativa nas últimas enquetes. McCain deixou de fazer campanha em Michigan no dia 2 de outubro.

Missouri - 11 votos no Colégio Eleitoral. Bush venceu Kerry por 53 a 46 por cento em 2004. Michigan caracteriza-se por uma mistura entre centros urbanos como Kansas City e St. Louis com áreas rurais conservadoras mais próximas culturalmente do sul dos EUA. Depois de estar atrás no começo da campanha, Obama diminuiu a distância em relação a McCain e, na semana passada, começou a liderar, com 3 pontos de vantagem.

New Hampshire - 4 votos no Colégio Eleitoral. Kerry venceu Bush com 1 ponto percentual de vantagem em 2004. McCain venceu com facilidade as prévias republicanas realizadas ali em 2000 e neste ano, o que lhe dá esperanças de conquistar o Estado em novembro. Os democratas, no entanto, elegeram os dois deputados federais de New Hampshire e conquistaram o comando do Poder Legislativo do Estado em 2006, durante uma onda anti-republicana da qual Obama espera valer-se. Três pesquisas da semana passada mostram Obama liderando com algo entre 8 e 13 pontos percentuais.

Novo México - 5 votos no Colégio Eleitoral. Bush venceu Kerry com menos de 6.000 votos de vantagem em 2004. Como senador do vizinho Arizona, McCain é uma figura conhecida de muitos dos eleitores do Novo México, mas terá de lutar contra Obama para conquistar o crescente eleitorado hispânico, que responde por mais de 40 por cento dos moradores do Estado. Três pesquisas recentes mostram Obama à frente, com 5 a 8 pontos de vantagem.

Nevada - 5 votos no Colégio Eleitoral. Bush venceu Kerry com uma diferença de 20 mil votos em 2004, nesse Estado em que os republicanos venceram em oito das dez últimas eleições presidenciais. Como no Novo México, a crescente população hispânica será decisiva -- atualmente, essa fatia dos moradores responde por um quarto do total dos habitantes de Nevada. Uma pesquisa divulgada no domingo deu a Obama uma vantagem de 2 pontos.

Carolina do Norte - 15 votos no Colégio Eleitoral. Bush venceu Kerry com uma margem de 12 pontos, em 2004, ainda que o candidato a vice-presidente dos democratas, John Edwards, fosse desse Estado. No entanto, mais de um quinto da população dele é de negros e a crescente migração para áreas urbanas de alta tecnologia como Charlotte e o Triângulo da Pesquisa (Raleigh, Durham e Chapel Hill) dão uma chance a Obama. O democrata visitou o Estado várias vezes e as pesquisas mais recentes mostram a Carolina do Norte praticamente dividida ao meio, apesar de uma pesquisa de sábado ter dado a McCain uma vantagem de 2 pontos.

Ohio - 20 votos no Colégio Eleitoral. Bush venceu Kerry com cerca de 120 mil votos a mais nesse Estado que acabou por decidir a disputa em 2004. Nenhum republicano conquistou a Casa Branca até hoje sem ter vencido ali, e McCain terá dificuldades para eleger-se presidente sem esse Estado. A disputa continua bastante apertada em Ohio. Uma pesquisa do fim de semana mostrou McCain à frente com 2 pontos percentuais. Quatro pesquisas da semana passada deram a Obama a liderança, com uma distância de 2 a 6 pontos em relação a seu adversário.

Pensilvânia - 21 votos no Colégio Eleitoral. Kerry venceu Bush com 51 por cento dos votos contra 48, em 2004. Mas a Pensilvânia é um dos Estados conquistados por Kerry onde os partidários de McCain vêem chances de virar o jogo. Uma pesquisa de domingo mostrou Obama à frente com 12 pontos, sendo essa a mais recente enquete a dar-lhe uma liderança de dois dígitos nesse Estado.

Virgínia - 13 votos no Colégio Eleitoral. Bush venceu com facilidade em 2004, 9 pontos à frente de Kerry, nesse Estado onde um candidato democrata à Presidência não vence desde 1964. No entanto, a Virgínia pendeu para os democratas nos pleitos mais recentes em meio a um crescimento rápido dos subúrbios do norte de Washington D.C., majoritariamente democratas. Uma pesquisa da semana passada deu a Obama uma vantagem de dois dígitos ali, apesar de uma outra ter-lhe conferido uma margem de apenas 2 pontos percentuais.

Wisconsin - 10 votos no Colégio Eleitoral. Kerry venceu com uma vantagem de 11 mil votos de um total de mais de 3 milhões em 2004. Mas Obama mantém-se à frente nas pesquisas há meses nesse Estado onde se viu derrotado com facilidade por Hillary, nas prévias democratas de fevereiro. Pesquisas da semana passada disseram que a vantagem de Obama ali era de algo entre 5 e 10 pontos percentuais.

    Leia tudo sobre: eleições nos eua

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG