A conservadora Sarah Palin, 44 anos, escolhida nesta sexta-feira como vice do candidato republicano à Casa Branca John McCain, é governadora do Alasca desde dezembro de 2006 e a primeira mulher a ocupar esta função neste Estado rico em petróleo do noroeste do país.

Combatente da corrupção no partido republicano de seu estado, esta jovem morena nascida em 11 de fevereiro de 1964, diplomada em comunicação e jornalismo, pertence à ala conservadora do partido.

Casada e mãe de cinco filhos, ela é contra o "aborto", membro da National Rifle Association (NRA), o poderoso lobby americano das armas de fogo, e defende a construção de um duto para transportar gás natural no Alaska, o estado mais vasto dos EUA.

Sarah Palin, que foi prefeita da cidade de Wasilla no Alasca de 1996 a 2002, defende também com fervor a abertura da reserva natural ártica (Arctic National Wildlife Refuge) às perfurações petrolíferas, um dos eixos da política energética de McCain.

Durante as primárias republicanas para a eleição do governador em 2006, ele conseguiu bater vários concorrentes, em particular o governador da ocasião Frank Murkowski, que lhe havia oferecido um cargo na comissão das reservas de gás e petróleo do Alaska. Na época, ela centrou sua campanha em questões de transportes, educação e segurança.

Eleita 11ª governadora do Alasca em 7 de novembro de 2006 com 49% dos votos contra 41% de seu rival democrata Tony Knowles, e 10% do candidato independente Andrew Halcro, Sarah Palin foi a primeira mulher a ocupar este cargo neste estado e a mais jovem a governá-lo.

Esportiva, ela também é amadora da caça e da pesca.

Leia mais sobre:  eleições nos EUA

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.