Wagner perde tempo de programa eleitoral por decisão judicial

TRE-BA determinou que candidato petista tenha 8 minutos e 40 segundos a menos na veiculação do horário eleitoral em rádio e TV

Aura Henrique, iG Bahia |

O Tribunal Regional Eleitoral (TRE-BA) puniu, nesta segunda-feira (6), o candidato Jaques Wagner (PT), que tenta reeleição ao governo da Bahia, com a subtração de 8 minutos e 40 segundos de seu programa eleitoral gratuito, exibido em rádio e TV. As coligações de seus principais opositores, Paulo Souto (DEM) e Geddel Vieira Lima (PMDB), entraram com representação contra o governador por considerarem que ele promoveu sua própria candidatura no tempo que deveria ser dedicado apenas às chapas proporcionais.

A primeira punição, de 4 minutos e 12 segundos, determinada pelo juiz Rui Brito, do TRE-BA, havia sido amenizada na tarde de hoje em dois minutos por força de liminar. Porém, outro magistrado, José Wanderley Oliveira Gomes, resolveu repetir a sanção e determinou que seus programas perdessem mais 6 minutos e 40 segundos pela mesma razão anterior.

As peças que adentravam o programa dos candidatos às câmaras legislativas foram o jingle “Tá Mudando”, e a citação de obras do governo. Caso o jurídico de Wagner recorra, a decisão ainda será submetida ao pleno do TRE. As emissoras já foram notificadas para suspensão do programa e o tempo da pena deve ser dividido em dois diferentes, ainda esta noite e na terça-feira.

    Leia tudo sobre: eleições baJaques WagnerTRE-BA

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG