Vox Populi/Band/iG: Tarso tem 34% e Fogaça vai a 28%

Embora em condição de empate técnico com Fogaça, petista aparece na dianteira na pesquisa

Matheus Pichonelli, iG São Paulo |

Pesquisa Vox Populi/Band/ iG divulgada nesta quarta-feira mostra o candidato do PT ao governo do Rio Grande do Sul, Tarso Genro, com 34% das intenções de voto. O ex-ministro da Justiça aparece à frente de José Fogaça (PMDB), que registrou 28% das intenções de voto, e da atual governadora Yeda Crusius, do PSDB, que soma 12%. Como a margem de erro é de 3,5 pontos percentuais, Tarso e Fogaça estão tecnicamente empatados.

No Estado, 20% dos eleitores não responderam ou ainda não sabem em quem votarão em outubro. Outros 5% disseram que pretendem anular ou votar em branco.

O candidato do PSOL, Pedro Ruas (PSOL), tem 1% da preferência do eleitor. O cenário, se mantido, levaria a disputa para o segundo turno, em outubro. A pesquisa foi registrada na Justiça Eleitoral no último dia 17 sob os números 31.984/10, no Tribunal Regional Eleitoral (TER) do RS e 19.924/10, no Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Na pesquisa espontânea (quando não é apresentada a lista com os candidatos aos eleitores), Tarso também lidera com 17%, enquanto Fogaça é citado por 15%, replicando mais uma vez a condição de empate tecnico. Tarso tem desempenho melhor do que os demais adversários em praticamente todas as regiões do Estado, à exceção dos municípios médios, onde Fogaça, ex-prefeito de Porto Alegre, tem a preferência de 36% dos eleitores – contra 32% do petista. Na capital, Tarso tem 15 pontos percentuais a mais do que o peemedebista: 37% a 22%.

Apesar da distância em relação aos adversários, a governadora tucana, que tenta a reeleição, registrou evolução em comparação com a pesquisa realizada em janeiro, quando somava 7% das intenções de voto. O quadro de candidaturas observado na última pesquisa não tomava por base o registro oficial de candidaturas. A única alteração, entretanto, foi a entrada de Ruas na disputa, que contabilizou apenas 1% das intenções de voto.

Yeda acumula o maior índice de rejeição entre todos os postulantes ao governo: 39%. A pesquisa detectou ainda que 37% dos eleitores consideram o governo da tucana ótimo ou bom, enquanto outros 52% consideram a gestão péssima, ruim ou regular negativo.

Estratégia

O desempenho do ex-ministro da Justiça do governo Lula no Estado é considerado estratégico para a performance de Dilma Rousseff (PT) na disputa pela Presidência, já que o presidenciável José Serra (PSDB) tem a preferência dos eleitores na região Sul.

Entre os entrevistados, porém, 41% das pessoas dizem não levar em conta o apoio do presidente Lula para o candidato ao governo do Estado – outros 29% dizem que poderiam votar, mas dependendo de quem fosse o candidato. Já 14% dizem que com certeza votariam no postulante apoiado pelo presidente. A pesquisa apontou ainda que 64% dos gaúchos sabem que Tarso é o candidato apoiado por Lula.

No Rio Grande do Sul, Dilma e Serra estão tecnicamente empatados na preferência dos eleitores: 40% dizem que votariam no tucano, enquanto 38% manifestaram apoio à petista. No Estado, a senadora Marina Silva (PV) soma apenas 5% das intenções de voto.

Pesquisa Vox Populi/Band/iG

Disputa pelo governo do Rio Grande do Sul

Gerando gráfico...
Vox Populi
    Leia tudo sobre: PesquisaVox PopuliEstados

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG