Pesquisa aponta que 78% dos eleitores dizem estar decididos a votar no candidato já escolhido

A candidata do PT à Presidência, Dilma Rousseff, tem 51% das intenções de voto em nova pesquisa Vox Populi/ Band/ iG divulgada nesta sexta-feira e venceria a disputa presidencial no primeiro turno se a eleição fosse hoje. A cerca de duas semanas do pleito, a diferença entre ela e José Serra (PSDB) é de 27 pontos. O tucano tem 24% no levantamento. A candidata do PV, Marina Silva, permanece com os mesmos 8% apurados na pesquisa anterior. Brancos e nulos chegam a 5%, enquanto 11% dos eleitores não sabem ou não responderam. A margem de erro do levantamento, que contou com 3 mil entrevistas, é de 1,8 ponto percentual.

Após mais de dois meses de campanha oficial, 78% dos eleitores dizem estar decididos a votar no candidato já escolhido e indispostos a mudar de opção. Outros 20% dizem que ainda podem mudar de ideia. Eleitores do Nordeste (83%), da zona rural (85%), do sexo masculino (81%), com 50 anos ou mais (81%), com ensino superior (81%) e que ganha mais de cinco salários mínimos (80%) são os grupos mais decididos apurados pela pesquisa.

Segundo o diretor-presidente do Vox Populi, João Francisco Meira, é comum que a essa altura da campanha que tantos eleitores estejam decididos em relação à escolha do candidato para presidente. Meira afirma, no entanto, que, apesar do número, é necessário cautela quando se diz que a eleição está decidida. Segundo Meira, os 20% que se dizem mais vulneráveis a trocar o voto podem servir para mudanças, como um eventual segundo turno.

Dilma cresceu seis pontos em comparação à última pesquisa nacional, realizada em agosto. O avanço, entretanto, já havia sido identificado no tracking Vox Populi/Band/ iG divulgado diariamente. Entenda aqui a diferença entre os dois tipos de levantamento.

O desempenho da petista coincide com o momento em que a aprovação do governo Lula bate 77% de ótimo/bom. O levantamento mostra também que Serra é o candidato com maior índice de rejeição (27%), seguido de Dilma (18%). Lula é lembrado ainda por 2% dos eleitores na pesquisa espontânea (quando o nome dos candidatos não é apresentado ao eleitor). Nesse quesito, Dilma tem 45% e Serra, 20%.

A pesquisa nacional, feita entre os dias 11 e 14 de setembro, serve como balizador para o tracking diário que o instituto publica, desde o início de setembro, em parceria com o iG e a Band. De acordo com a última medição do tracking, feito com outro grupo de eleitores, Dilma lidera com 51%, contra 23% de Serra. Estatisticamente, os resultados confirmam a tendência apontada pela medição diária, segundo o diretor-presidente do instituto.

A pesquisa nacional, registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o número 30.235/10, mostra ainda que Dilma venceria em todas as regiões e segmentos da sociedade de qualquer idade, escolaridade e religião. O melhor desempenho da petista é registrado no Nordeste, onde ela é a candidata favorita de 65% dos eleitores. O Nordeste é a região onde José Serra e Marina Silva registram os piores índices de intenção de voto – 17% e 6%, respectivamente. O pior resultado de Dilma acontece no Norte, onde Serra e Marina têm seus melhores índices (31% e 11%).

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.