Volto para aperfeiçoar gestão, diz Siqueira

Aos 82 anos, eleito para o quarto mandato, tucano promete retomar programa econômico e social

Gilson Cavalcante, iG Tocantins |

O governador eleito do Tocantins Siqueira Campos afirmou que decidiu voltar à vida pública para “aperfeiçoar” o programa de desenvolvimento econômico e social que executou em seus três mandatos anteriores. Ele disputou a eleição com o governador Carlos Gaguim (PMDB), ex-deputado que assumiu o poder na condição de presidente da Câmara Legislativa.

“Credenciado por mais de 40 anos de trabalho pela criação, instalação e consolidação do Tocantins, aceitei candidatar-me novamente a governador, com a disposição de retomar e aperfeiçoar o programa de desenvolvimento econômico e social implantando em seus três mandados anteriores,” afirma Siqueira, que será empossado no dia 1º de janeiro de 2011.

Do Ceará para Tocantins

José Wilson Siqueira Campos nasceu a 1º de agosto de 1928 na cidade do Crato, no Ceará. Filho de Pacífico Siqueira Campos e Regina Siqueira Campos. Era criança quando a família migrou para o Amazonas. No início dos anos de 1960, acompanhou a família na mudança para o município de Colinas de Goiás, no Norte do Estado, onde começou a trabalhar na agricultura.

O veterano político venceu a primeira eleição do novo Estado em 1988. Foi eleito novamente em 1994 e reeleito em 1998. Desde 2002 que está fora do poder. Em 2006 disputou a eleição e perdeu para o governador Marcelo Miranda (PMDB), cassado em setembro de 2009 por abuso de poder econômico e político.

Nove anos de poder

No desempenho de três mandatos que somam exatos nove anos e cinco meses, comandou o processo de desenvolvimento econômico e social da região, potencialmente rica, mas tradicionalmente esquecida.
Siqueira Campos vai governador o Tocantins pela quarta vez a partir de 1º de janeiro de 2011, até 31 de dezembro de 2015.

A criação do Estado do Tocantins foi resultado de seu trabalho parlamentar na Assembléia Nacional Constituinte. Siqueira venceu a primeira eleição do novo Estado em 1988. Foi eleito novamente em 1994 e reeleito em 1998. Desde 2002 que está fora do poder. Em 2006 disputou a eleição e perdeu para o governador Marcelo Miranda (PMDB).

Miranda foi cassado em setembro de 2009 por abuso de poder econômico e político. O então deputado Gaguim assumiu o governo com a cassação de Miranda. No desempenho de três mandatos que somam exatos nove anos e cinco meses, comandou o processo de desenvolvimento econômico e social da região, potencialmente rica, mas tradicionalmente esquecida.


    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG