Veja os 10 Estados onde as campanhas serão mais caras

São Paulo lidera ranking, com teto de R$ 195 milhões para as eleições

iG Brasília |

Veja a previsão máxima de gastos das campanhas por Estados e o limite dos candidatos*:

São Paulo - R$ 195 milhões

Geraldo Alckmin (PSDB)- R$ 58 milhões
Paulo Skaf (PSB) – R$ 50 milhões
Aloízio Mercadante (PT)- R$ 46 milhões
Celso Russomano (PP) – R$ 20 milhões
Fábio José Feldmann (PV) – R$ 20 milhões
Paulo Roberto Bufalo (PSol) – R$ 800 mil
Igor Olímpio (PCB) – R$ 500 mil
Luiz Carlos Prates (PSTU) – R$ 250 mil
Anai Pinto (PCO) – R$ 50 mil

Ceará - R$ 124 milhões

Lúcio Alcântara (PR) – R$ 50 milhões
Cid Gomes (PSB) – R$ 39 milhões
Marcos Cals (PSDB) – R$ 30 milhões
Marcelo Silva (PV) – R$ 500 mil
Soraya Tupinambá (PSol) – R$ 150 mil
Nati (PC do B) – R$ 80 mil
Francisco Gonzaga (PSTU) – R$ 50 mil

Minas Gerais – R$ 86,6 milhões

Hélio Costa (PMDB) – R$ 36 milhões
Anastasia (PSDB) – R$ 35 milhões
Fernando Aparecido (PV) – R$ 15 milhões
Professor Luiz Carlos (PSol) – R$ 500 mil
Fábio Martins (PCB) – R$ 100 mil
Vanessa Portugal (PSTU) – R$ 80 mil

Bahia - R$ 86,5 milhões

Geddel Vieira (PMDB) – R$ 30 milhões
Jaques Wagner (PT) – R$ 26 milhões
Paulo Souto (DEM) – R$ 25 milhões
Bassuma (PV) – R$ 5 milhões
Sandro Santa Bárbara (PCB) – R$ 300 mil
Marcus Mendes (PSol) – R$ 200 mil

Pará - R$ 79 milhões

Ana Júlia (PT) – R$ 47 milhões
Domingos Juvenil (PMDB) – R$ 20 milhões
Simon Jatene (PSDB) – R$ 12 milhões
Fernando Carneiro (PSol) – R$ 300 mil
José Rabelo (PSTU) – R$ 25 mil

Goiás - R$ 73 milhões

Marconi Perillo (PSDB) – R$ 30 milhões
Vanderlan Cardoso (PR) – R$ 22,8 milhões
Iris Rezende (PMDB) – R$ 19,8 milhões
Washington Fraga – R$ 500 mil
Marta Jane (PCB) – R$ 223 mil

Paraná - R$ 69 milhões

Osmar Dias (PDT) – R$ 42 milhões
Beto Richa (PSDB) – R$ 27 milhões
Paulo Salamuni (PV) – R$ 743 mil
Luiz Felipe Bergman (PSol) – R$ 100 mil

Distrito Federal - R$ 66 milhões

Agnelo Queiroz (PT) – R$ 35 milhões
Newton Lins (PSL) – R$ 20 milhões
Joaquim Roriz (PSC) – R$ 10 milhões
Rodrigo Dantas (PSTU) – R$ 50 mil
Ricardo Machado (PCO) R$ 30 mil

Mato Grosso - R$ 66 milhões

Silval Barbosa (PMDB) – R$ 30 milhões
Wilson Santos (PSDB) – R$ 18 milhões
Mauro Mendes (PSB) – R$ 17 milhões
Marcos Magno (PSol) – 1 milhão

Alagoas - R$ 54 milhões

Teotônio Vilela (PSDB) – R$ 30 milhões
Ronaldo Lessa (PDT) – R$ 15 milhões
Fernando Collor (PTB) – R$ 9 milhões
Mário Agra (PSol) – R$ 300 mil
Tony Clóvis (PCB) – R$ 40 mil

* Os dados foram repassados pelos Tribunais Regionais Eleitorais (TRE’s), que, em alguns Estados, divulgou somente o teto das campanhas dos líderes das pesquisas.Pode haver alteração com a divulgação final dos candidatos na disputa.

    Leia tudo sobre: custocampanhadespesatetolimiteeleição

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG