Vanessa defende saúde pública

Primeira mulher eleita senadora no Amazonas derrotou Arthur Virgilio e foi líder estudantil na ditadura

Eduardo Asfora, iG Amazonas |

A deputada federal e senadora eleita pelo Amazonas, Vanessa Grazziontion (PCdoB), prometeu atuação “forte” em políticas de saúde pública. Eleita domingo (3) com 22,9% dos votos válidos do Estado, ela derrotou o senador Arthur Virgílio Neto (PSDB), considerado um ícone da política local.

“Vamos também atuar forte na saúde com a conclusão da primeira fábrica de medicamentos da Região Norte, construída pela Universidade Federal do Amazonas (Ufam) e apoiar a expansão da rede pública de atendimento de saúde em todo o Amazonas”, afirmou.

Mulher no DCE

Vanessa Grazziontion começou na política na década de 1970, durante a ditadura militar (1964-1985). Era uma das lideranças dos movimentos estudantis, sob a bandeira do então clandestino Partido Comunista do Brasil, no qual continua filiada.

Em 1982, conseguiu ser a primeira mulher presidente do Diretório Central dos Estudantes (DCE) da Universidade Federal do Amazonas (Ufam).Como líder estudantil durante os "anos de chumbo" ela defendeu “com unhas e dentes” a manutenção do ensino público e gratuito, a democratização das universidades e a meia passagem estudantil.

No ano de 1988 elegeu-se vereadora de Manaus, reeleita em 1992. Mas Vanessa queria voos maiores e em 1998 foi eleita a terceira deputada federal mais votada do Amazonas.O destaque veio quatro depois, com a reeleição e a segunda maior votação proporcional do Brasil, com quase 200 mil votos.

Na campanha vitoriosa para o Senado, defendeu as bandeiras do fortalecimento da educação, da melhoria da infraestrutura visando a Copa de 2014 e em projetos direcionados às minorias sociais. Agora diz que tem novos desafios pela frente como Senadora da República.

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG