O nome do ex-ministro é defendido por Aécio Neves e pelo PSDB mineiro

O PSDB-MG e o ex-governador Aécio Neves defendem o nome do ex-ministro Pimenta da Veiga para vice de José Serra se o critério for atrair para a chapa do presidenciável tucano um representante da política mineira, afirmou hoje o presidente estadual da legenda, deputado Narcio Rodrigues. Ex-prefeito de Belo Horizonte e ex-ministro das Comunicações, Pimenta presidiu nacionalmente o PSDB em meados dos anos 1990.

AE
Serra recebe apoio do governador André Puccinelli (esq.) no Clube Estoril, em Campo Grande
Afastado da política desde o fim do governo Fernando Henrique Cardoso, o ex-ministro voltou recentemente a circular entre os caciques tucanos.

"O nome do Pimenta é um nome que é a cara do Aécio, é a cara do PSDB e tem uma proximidade muito grande com o DEM em nível nacional", disse Narcio, destacando a boa relação do ex-ministro com o presidente de honra do partido aliado, Jorge Bornhausen.

Para emplacar uma chapa puro-sangue, o PSDB precisa acomodar as resistências de líderes do DEM, que publicamente admitiam essa possibilidade apenas em favor de Aécio. O ex-governador se reuniu ontem, em Belo Horizonte, com o presidente nacional do partido, senador Sérgio Guerra (PE) para discutir a estratégia da campanha presidencial no Estado. A próxima visita de Serra a Minas Gerais está prevista para o dia 21, em Uberaba, onde participará de um encontro com representantes do agronegócio.

"Papel decisivo"

O presidente do PSDB-MG, porém, acredita que o ex-governador mineiro terá um "papel decisivo" no processo de escolha. Caso a opção seja por um nome do Nordeste, a aposta é no próprio Guerra. "Se o critério for o de Minas, o nome do Pimenta pode prosperar. Se for do Nordeste, seria o nome do Sérgio Guerra."

Mesmo ressaltando sempre que a decisão cabe ao pré-candidato, Aécio já sugeriu para o posto o ex-presidente Itamar Franco (PPS) e o senador Tasso Jereissati (PSDB-CE). Itamar - que já se lançou como candidato ao Senado - refutou a hipótese.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.