Tucanos acusam Hélio Costa de censura a Internet

Polêmica envolve presidente do PSDB Jovem por divulgar vídeo e desobedecer liminar conseguida no TRE-MG pela coligação

Eduardo Ferrari, iG Minas Gerais |

O PSDB, partido do governador e candidato à reeleição Antônio Anastasia, divulgou nesta segunda-feira (23/08) um documento com o pedido de prisão contra autor de um blog solicitado pela coligação de seu principal adversário na disputa ao governo de Minas, o ex-ministro Hélio Costa (PMDB).

O presidente estadual do PSDB, Nárcio Rodrigues, tornou público o processo nº 658.383, registrado junto ao TRE de Minas Gerais. Nele, o ex-ministro e candidato líder nas pesquisas de intenção de votos pede a prisão do blogueiro Gabriel Azevedo porque ele publicou um link para um vídeo onde Hélio Costa e Fernando Collor aparecem juntos. O vídeo foi usado pela CUT em 1994 para lembrar que Costa, na época também candidato ao governo de Minas, havia apoiado Collor nas eleições presidenciais de 1989. O Tribunal Eleitoral de Minas Gerais (TRE-MG) também proibiu a exibição do mesmo vídeo no programa eleitoral de Anastasia, no YouTube e pelo Blog do Noblat, do jornalista Ricardo Noblat. O novo pedido contra Gabriel Azevedo ocorreu porque ele indicou em seu twitter um link para o Blog do Noblat.

O pedido de prisão de Azevedo, que é presidente do PSDB Jovem de Belo Horizonte, deveu-se ao fato de que a coligação de Hélio Costa já ter conseguido uma liminar na Justiça Eleitoral que obrigava o blogueiro a retirar do ar o link. Como isso não aconteceu, um novo pedido foi feito, desta vez com a solicitação da prisão. “Essa medida mostra um grau de intolerância democrática que não é possível aceitar no Brasil de hoje. (...) Nós estamos todos, de forma unida, combatendo a ideia de que se possa, de alguma forma, censurar a liberdade de expressão na internet, que é um espaço democrático do debate onde todos devem ter a liberdade de opinião e a oportunidade de se manifestar”, disse Nárcio Rodrigues.

Em nota divulgada na noite desta segunda-feira (23), Hélio Costa informa que os advogados de sua coligação solicitaram a prisão do blogueiro sem consultá-lo e que ao “tomar ciência do procedimento dos advogados”, determinou o cancelamento do pedido junto ao TRE-MG por considerá-lo “uma atitude excessiva”. Costa também afirmou que já havia se manifestado publicamente, no início da campanha eleitoral, contra o baixo nível do debate pela Internet, e que “lamentava que as redes sociais estejam sendo usadas como instrumento de uma campanha espúria contra ele”.

    Leia tudo sobre: Eleições MG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG