TSE suspende programa de Dilma sem margem de erro de pesquisa

Ministra Nancy Andrigui suspendeu programa de Dilma em que margem de erro e período de realização de pesquisa são ilegíveis

Severino Motta, iG Brasília |

A ministra Nancy Andrigui, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), proibiu a coligação encabeçada pela candidata Dilma Rousseff (PT) de repetir propaganda eleitoral na televisão em que a margem de erro e o período de realização de uma pesquisa eleitoral estão ilegíveis para o telespectador.

O programa, que foi ao ar nesta terça-feira, apresentou a pesquisa realizada pelo Datafolha, mostrando a petista 17 pontos a frente do candidato tucano à Presidência, José Serra.

De acordo com Nancy, “não foi informado com clareza passível de leitura e tampouco anunciado pelo locutor a data da realização da pesquisa, nem a margem de erro na coleta de dados”.

Tal informação é obrigatória ao se apresentar pesquisas eleitorais devido a uma resolução de 2009, do próprio TSE. Como a decisão foi monocrática – proferida por uma única ministra – a coligação de Dilma pode recorrer ao plenário da Corte.

    Leia tudo sobre: tseeleições dilmapleito 2010propaganda

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG