Multa foi dada devido a texto publicado no blog do Planalto. Para se defender de acusações, Erenice atacou Serra

A ex-ministra Erenice Guerra, que deixou o cargo após a revelação de sua participação e de seu filho Israel num suposto esquema de lobby na Casa Civil, foi multada em R$ 20 mil pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE). A sanção foi aplicada devido a um texto veiculado no blog do Planalto, em que Guerra chamou o tucano José Serra de “aético e candidato já derrotado”.

A nota foi publicada em 16 de setembro, dois dias antes da então ministra pedir sua demissão da Casa Civil. Devido a ela, a coligação de Serra ingressou no TSE pedindo multa alegando uso da máquina pública para a realização de campanha favorável à candidata Dilma Rousseff (PT).

O relator da matéria, ministro Henrique Neves, disse que a nota, feita na Casa Civil e veiculada no blog do Planalto, veículo oficial custeado por verbas públicas, configura conduta ilícita e passível de multa.

O PSDB também pediu multa para Dilma, que teria sido beneficiada pela nota de Erenice veiculada no blog do Planalto. Tal pedido, no entanto, foi negado pelos ministros do TSE.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.