Troca de acusações entre Cabral e Peregrino continua após debate

Candidatos afirmam que estratégias deverão ser as mesmas nos próximos encontros

Nara Alves, enviada especial ao Rio de Janeiro |

A troca de acusações que permeou todo o debate entre candidatos ao governo do Rio, realizado pela Band nesta quinta-feira (12), continuou mesmo após o final da transmissão. Tanto o governador e candidato à reeleição, Sérgio Cabral (PMDB), como o candidato indicado pelo ex-governador Anthony Garotinho, Fernando Peregrino (PR), apontaram que as suas estratégias deverão permanecer as mesmas nos próximos encontros.

A jornalistas, Sérgio Cabral afirmou que já esperava ser atacado por Peregrino. "Eu já esperava isso. Lamento não ter tido oportunidade de debater temas", disse. Cabral classificou de "lamentável" as acusações contra a mulher de Cabral. "É o fim da picada. O Ministério Público já arquivou a denúncia", respondeu. Segundo o governador, sua campanha continuará a ressaltar os avanços no Estado com as UPPs e UPAs, além da parceria com o governo Lula.

Para Peregrino, os ataques contra Cabral são necessários. "São pontos cruciais que a população precisa saber", disse. Em coletiva após o debate, o candidato voltou a afirmar que o atual governo confunde o público e o privado, e tem "práticas que contrariam a Constituição".

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG