Tribunal de Justiça do Distrito Federal nega liminar a PMDB-SC

Advogados do partido protocolaram ação para evitar intervenção da executiva nacional

Gabriel Costa, iG Brasília |

O Tribunal de Justiça do Distrito Federal negou liminar solicitada em ação cautelar pelo PMDB de Santa Catarina em reação à ameaça de intervenção da executiva nacional do partido sobre o diretório estadual. A ação foi protocolada nesta quinta-feira, dia 24, pelos advogados João Linhares e Eduardo Alckmin, visando a garantir que a convenção estadual do PMDB aconteça neste sábado, 26.

A executiva estadual do partido decidiu em reunião manter a data do encontro, onde pretende decidir quanto à candidatura própria e possíveis alianças, como a coligação com o DEM do senador Raimundo Colombo, de quem o presidente regional peemedebista, Eduardo Pinho Moreira, seria vice. O acordo foi mal visto pela liderança nacional do PMDB, que ameaçou intervir no diretório catarinense.

Frente à situação, governador Leonel Pavan, do PSDB, que havia prometido - em resposta a pedido do candidato à Presidência José Serra - definir hoje se vai se candidatar à reeleição ou sairá do páreo em apoio a peemedebistas e Democratas, para recompor a chamada tríplice aliança, decidiu aguardar os desdobramentos da briga.

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG