Três candidatos participam de primeiro debate na TV no ES

Estudo de propostas e ensaios com equipe de assessores são parte das estratégias de preparação dos postulantes ao Palácio Anchieta

Samia Mazzucco, iG Rio de Janeiro |

Com a participação de três candidatos, o Espírito Santo é um dos 15 Estados em que a Band promove na noite desta quinta-feira (12), às 22h, um debate entre os postulantes ao cargo de governador.

O senador Renato Casagrande (PSB), o deputado federal Luiz Paulo Vellozo Lucas (PSDB) e a ex-deputada estadual Brice Bragato (PSOL) terão cerca de uma hora e meia para responder perguntas do mediador, de jornalistas e entre si.

Casagrande disse não ter feito nenhum treinamento específico para o debate. Porém, contou que vai estudar e rever suas propostas de governo nesta quinta-feira. Sobre o que pretende focar em seu discurso, o socialista afirmou serem três os pontos principais. “Segurança pública, que é um desafio muito grande para nós no Estado, saúde e educação, principalmente educação profissional.”

Apontado pelas pesquisas como líder na corrida eleitoral, o senador disse acreditar que, caso se destaque no debate, a tendência é sua candidatura se consolidar.

O tucano Vellozo Lucas disse ter se preparado assistindo trechos de debates antigos e conversando com assessores. Sua agenda nesta quinta-feira prevê reuniões com a equipe para rever seu programa de governo.

Ele, porém, não definiu ainda os assuntos que pretende abordar. “Vou decidir na hora, mas tenho que falar sobre vários setores. O debate é um momento muito propício para as pessoas compararem idéias e programas. Vou procurar facilitar isso”, disse.

Para o deputado, o evento pode aquecer a campanha e ajudar os eleitores indecisos a definirem seu voto.

A candidata do PSOL preferiu, por estratégia, não antecipar os principais assuntos que pretende abordar durante o debate. Brice contou ter ensaiado com seus assessores respostas a possíveis perguntas que podem ser feitas por seus adversários. “Um treino muito artesanal, mais para treinar tempo e ideias centrais”, disse.

Com 1% das intenções de voto nas últimas pesquisas e expectativa de arrecadação para a campanha declarada em R$ 600 mil ao TSE (Tribunal Superior Eleitoral), a candidata disse representar um projeto diferente. “Sei que estou disputando contra candidaturas de milhões, eles têm dinheiro que eu não tenho. Preciso compensar isso com a força das ideias. É muita responsabilidade”, afirmou

O debate terá cinco blocos, em que todas as perguntas deverão ser feitas em até 30 segundos. Respostas deverão ser dadas em no máximo dois minutos e réplicas e tréplicas em um.

    Leia tudo sobre: eleições esdebatecasagrandevellozobrice

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG