TRE-RJ recolhe toneladas de propaganda irregular na capital

Dionísio Lins, Chiquinho da Mangueira e André Corrêa foram os maiores infratores; multas podem ir até R$ 25 mil

iG Rio de Janeiro |

Em operação na madrugada desta quinta-feira (16), fiscais do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) do Rio apreenderam cerca de três toneladas de placas irregulares de diversos candidatos na capital do Rio. Na zona norte, a maior parte do material recolhido pertencia ao deputado estadual candidato à reeleição pelo PP Dionísio Lins. Já na zona sul e no centro, Chiquinho da Mangueira (PMDB) e André Corrêa (PPS) foram os maiores responsáveis por poluir as ruas com suas propagandas.

A grande quantidade de placas móveis deixadas nas ruas após as 22h foi o motivo para que o juiz Paulo César Vieira ordenasse a intensificação da fiscalização. A legislação eleitoral só permite a colocação de placas móveis em vias públicas das 6h às 22h, desde que não sejam maiores de quatro metros quadrados e não atrapalhem o trânsito de pessoas e veículos. A multa pela infração varia de R$ 5 mil a R$ 25 mil por placa irregular.

De acordo com o magistrado, a maioria dos candidatos cuja propaganda de rua foi apreendida é reincidente. O material da fiscalização será enviado para que o Ministério Público Eleitoral avalie. As operações mobilizaram 15 fiscais do TRE, dez PMs e 12 funcionários da Comlurb, além de cinco viaturas e cinco caminhões. Foram fiscalizados os seguintes bairros: Centro, Bangu, Realengo, Campo Grande, Jacarepaguá, Barra da Tijuca e Recreio de Bandeirantes.

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG